1 1
Home Quem escreve Meus livros Contato

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

SONETO AO STATUS

Status é um comprar só por comprar
Coisas que você não quer, com dinheiro
Que você não tem, para se mostrar
Para quem você não é verdadeiro;

Status é andar num carro a pagar
Prestações bem amargas ao banqueiro;
Custa caro querer impressionar
A vizinhança a te ver no atoleiro;

Status te leva ao topo da arrogância...
Tirando da tua alma a real fragrância
Conquistada nos teus anos de criança;

Status para entrar numa realidade
Falsa, para juntar-se a sociedade
De seres presos na própria lembrança;


Soneto

42 comentários:

Kunti/Elza Ghetti Zerbatto disse...

Um status bem ilusório que só leva ao sofrimento e dor.
Um forte e belo soneto.
abração com carinho

Ritinha disse...

Bom dia!!! Voltei!!!
Estava com saudade de seu cantinho!
A gente se acostuma com uma coisa, e de repente é obrigado a dar um tempo, faz uma falta danada o contato, a leitura, o jeito das pessoas...
Mas, agora estou de volta, vou ler com calma tudo o que perdi.
bjs
Ritinha

Cidália Ferreira disse...

Bom dia Samuel

Como sempre gosto do que escreves... Aqui é sempre surpresa, nunca se sabe o que vai "cair" kkkkkk Gostei..

Beijo e uma boa semana.
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Amigo Samuel,o que vejo de pessoas que gostam de aparecer é impressionante.
As roupas tem que ser de grifes famosas,carros os mais caros ou maiores que o local onde residem.
É isso menino,vejo aqui onde resido,pessoas que pagam aluguéis,mas precisam desse status para demonstrarem que estão bem de vida,mas no fundo são pessoas infelizes.
Um verdadeiro absurdo!!
Lindo soneto.
bjs
Carmen Lúcia-mamymilu

Bell disse...

Bom dia Samuca

Muita gente anda vivendo de status. Conheço uma porção de pessoas assim. Não tem dinheiro nem para comida, mas se apresentam com lindos carros, e roupas maravilhosas.
Tudo isso para mim é ilusão de uma vida vazia.

tenha um ótimo dia =)

Lívia Apetitto disse...

Olá meu grande poeta
como estás?

UM POEMA À SAMUEL

Sempre que venho aqui
meu semblante muda de figura
faz-me sorrir...
Dentro de mim
afugenta-se toda a amargura
e o tempo sem qualquer tristeza
transporta-me para um jardim...
É mágico embarcar na onda
dos teus versos,
é como um barco velejando
na ventura sob céu aberto...
O espelho dos teus olhos
reproduz o universo
transportando as tuas mãos
um descrever ora tão belo...
É grande ler os teus sonetos
é som é etânio,
gasoso, incolor, inodoro,
porém o perfume de tua alma
é tradução de puro amor,
coisas que adoro...
O status de ti
se enquadra no semblante
de um menino que flutua,
nas águas da natura
tens o sorriso da lua crescente,
ora cheia, a iluminar a rua...

Meu amigo, obrigado pelo soneto.
Meus poemas são simples, longe de mim
tamanha ventura, mas algumas linhas fiz
por rabiscar, na gratidão que te tenho,
assistindo mesmo de longe, o seu sonhar...
Cheguei aqui apenas para comentar,
mas entrei na dança da canção que
ouvir ao longe tocar
e por fim as letras tomaram outro sentido
esse que não se explica, poetar...



Parabéns sou tua fã.

Beijinhos

Livinha

Ana Bailune disse...

Quanta verdade, Samuel! Para mim, o verdadeiro status é viver em paz.

Dorli disse...

Olá Samuel,
Quem é e tem não fala
Gostei do seu soneto e do seu comentário: você é muito inteligente
Obrigada
Lua Singular

Fernanda Oliveira disse...

Bom dia amigo Samuel !
Amigo que soneto hein, rs
Pura verdade !!!!
Você é incrível mesmo, sonetos '' Status ''

Obrigada pela carinhosa visita, rs a maior parte do romantismo é meu sim, rsrsrsrs
Espero que realmente tenha gostado.

Beijos !

Fernanda Oliveira

Fernanda Bender disse...

Disse tudo em poucas palavras...
De que adianta gastar o que não tem apenas para se aparecer para os outros? Não conseguir dormir direito a noite por conta das dívidas... enfim. Desse mundo não se leva nada de bens materiais mesmo.

Laura Santos disse...

Muito bem escrito, Samuel! Para quê perder tempo a pensar em status, em ter isto ou aquilo, quando o que interessa éo que cada um é, e não que tem..?
Gostei muito.
xx

Vall Nunnes disse...

Esse soneto representa a realidade da elite penedense, uma elite falida que tenta manter um nome com o nariz bem empinado.
Assim são os falsos ricos de minha cidade. Em nome da tradição tentam ser o que já não são mais.
Te espero sempre, viu?
Sobre Augusto dos Anjos, imaginei que você o lesse. Pois tem muita habilidade com os sonetos e isso requer conhecimento e muita inspiração de alma poética. Nem preciso repetir que isso é o que você mais tem!

may lu disse...

Bom dia! Algumas pessoas fazem de tudo por status. Ostentam uma bonança material, mas ao fundo escondem migalhas, de si, dos sentimentos... Vivem de mentiras para se esconderem da verdade. Da necessidade que sentem de afetos, de afagos em suas vidas vazias. Por vezes o luxo tem alma carente de atenção...
Belíssimo poema!
Tenhas uma abençoada semana! Grande beijo...

Rovênia disse...

Olá, Samuel,
Temos mudanças por aqui. Gostei. Gosto de comprar viagens e livros. Minha casa é vazia de móveis e não me importo.

Um abraço! :)

Kaka Stelê disse...

Oi Samuel, nossa é pura verdade tudo que escreveu,existem tantas pessoas por aí que se tornaram irreconhecíveis por causa desse bendito status,querem ser ricos a qualquer custo,querem estar bem perante a sociedade,desconhecem a palavra humildade, e por isso se tornam vazias.
Que ninguém perda essa fragrância
Conquistada nos anos de criança....assim como você escreveu!

Parabéns
Tenha um belo dia *-*
Estrela,Flores...Melancia

Vera Lúcia disse...

Olá Samuel,

Quem busca status é porque gosta de viver de aparências. Querer mostrar o que não se é, afundado em dívidas e sem serenidade é coisa de gente pobre de espírito. Os verdadeiros valores não se encontram na posição que se ocupa na sociedade. Simplicidade é sempre uma virtude que cai bem ao espírito, mesmo daquelas pessoas que conquistaram seu lugar no pódio por esforço próprio e sem procurar ostentação.

Bacana o soneto.

Abraço e ótima tarde.


Elisa T. Campos disse...

Olá Samuel.
Adorei. E quantas pessoas conheço que vivem só de status.
A verdadeira felicidade está na simplicidade.

Dias iluminados para você sempre.
Bjs.

Adriana Helena disse...

Oi Samuel, boa tarde!
Ótimos versos que funcionam como um puxão de orelha para aqueles que só vivem ou dão valor à aparência!
Na verdade, quem vive assim ,tem uma vida vazia, sem felicidade!
Já foi comprovado que os mais felizes nem sempre são os mais abastados!

Adorei o poema, você é muito criativo e escreve sobre a realidade! Gosto muito disso!
Abraços e uma ótima semana! :))

Rute disse...

Boa Tarde Samuel, parabéns querido por mais esse soneto ao qual completo
Status é comprar coisas que não quer, com o dinheiro que vnão tem, a fim de mostrar para outras pessoas que não gosta, uma pessoa que não é.
Beijos de boa tarde,muita chuva por aqui!

Leandro Barbosa disse...

Muito bom.
the-paradiise.blogspot.com.br/

Clau disse...

Oi Samuel :)
Arrasou em mais um soneto,(o qual achei o máximo). \o/
Existem muitas pessoas preocupadas com o status...
Quem ostenta quer mostrar superioridade e isso é patético.
Bom mesmo é ser feliz,e o melhor de tudo é sermos nós mesmos!
Bjs!

✿ Rê ✿ disse...

Olá amigo poeta Samuel!
Nossa, mandou maravilhosamente bem!
Conheço um monte dessas pessoas que só vivem de aparência!
Tenha uma semana especial!
Depois te mando um e-mail, quando ficar mais tranquila!
Beijo carinhoso

Femme- Mãe, Esposa, Mulher!

Bandys disse...

Oi Samuel,
Muito bem escrito.
Na verdade status ta ligado a valores.
E vc descreveu muito bem.
Muito melhor a simplicidade.
Beijos de boa noite.

Marcos Satoru Kawanami disse...

Sim, a real fragrância dos tempos de criança.

Evanir disse...

Tudo em sua postagem é real demais
é a realidade de cada dia .
Linda noite amigo menino abraços,,Evanir.

Nádia Santos disse...

Maravilha poeta, falou tudo nesse soneto lindo! Bjusssss

Sayuri Okamoto disse...

ou Status, pode ser também o teu momento de felicidade completa daquele momento...

abraços e uma linda semana a ti...

Rita disse...

Bom dia Samuel e que verdade vc diz ai
com certeza o Status é essa coisa ruim
que muitos nem enxerga, e vc com belas
palavras mais uma vez acabou mostrando como é
Tenha uma boa terça de muita paz

Abraços com carinho!

└──●► *Rita!!

Guilherme Oliani disse...

Sensacional, Samuel!

Conseguiu expressar muito bem sua forma de pensar nesse sentido de status, estava me fazendo falta ler algo assim.

Parabéns!!

Ivone disse...

Soneto reflexivo, sim status é para mostrar, o próprio nome diz, quem é nem precisa disso!
A simplicidade é que é status, elegância é o simples, o que tem muito dinheiro não esnoba nunca não é mesmo?
Abraços, gostei muito!

Dani disse...

À procura pelo status nos leva ao vazio.

Beijos

Ricardo- águialivre disse...

Simplesmente divino e verdadeiro

Desejo um resto de dia feliz
*****************************
http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

Natty ♥ disse...

Incrível esse soneto! *-*
Vim te agradecer pelo "SONETO A RASTEIRINHA" que deixou pra mim, lá no meu blog, eu adorei! Como eu disse já, vc é realmente talentoso!
Beijos.
contornoperfeito.blogspot.com.br

ᄊム尺goん disse...

Bravo!!

[vc é tuuudo de bom!]


beij0

MARILENE disse...

A pior opção é a de enganar a si mesmo, a custos altos, para "pretensamente" participar de grupo tido como importante. Ah, como é bela a simplicidade! Bjs.

Dorli disse...

Oi Samuel,
Com a chuva despencando aqui a semana inteira foi à pouco que acordei. Agora que postei.
Obrigada pelo comentário
Beijos
Lua Singular

Andrea Colucci disse...

Olá vim hoje aqui pedir o seu voto, estou participando da seleção para ganhar o troféu
Você tbm poderá ganhar, entre este link e vote no meu blog, conto com o seu voto.beijo
http://agendadosblogs.blogspot.com.br/2013/11/selecao-dos-melhores-blogs-da-agenda.html

http://drea-amigos.blogspot.com.br/

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Olá Samuel,passando para agradecer sua visita e comentário.
bjs
Carmen Lúcia-mamymilu

nelma ladeira disse...

Verdade Samuel,conheço várias pessoas que vivem de status.
A minha vó sempre dizia,as pessoas comem sardinha,e arrotam bacalhau.é a pura verdade.
Adorei seu texto.
Beijinhos.

Ivone disse...

Voltei aqui, gostei muito do seu comentário lá no meu blogue, essa troca de conhecimentos nos faz cada vez mais interagir, obrigada, que linda é a amizade!
Abraços!

nelma ladeira disse...

Obrigada Samuel,por sua visita,e seu comentário.
Beijinhos.

Patrícia Pinna disse...

Boa noite, Samuel.
Foi muito verdadeiro o que disse.
Na realidade, as pessoas têm a mania de se acharem importantes por uma marca que vestem, por qualquer objeto que tenha que custe muito caro, por estarem na mídia, esquecendo-se de que são seres iguais aos outros, que sentem as mesmas dores e alegrias.
Alma pequena que vive de aparência nunca foi o meu forte.
Não preciso fingir que sou uma coisa para ser aceita em um meio social, de comprar compulsivamente para não ser diferente.
Nada a ver.
Temos é de ser autênticos.
Parabéns!
Beijos, amada amigo!!!!!!!!!!!!!1