1 1
Home Quem escreve Meus livros Contato

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

CIRANDINHA

Todos de mãos dadas...
Para que! Para cirandar!
Vamos ficar girando e girando...
Vamos todos brincar!

Vamos rodar até a exaustão!
Correr, abaixar, levantar...
Vamos fazer graça...
Rir, cirandar e cantar!

Ninguém pode ficar de fora
Desta brincadeira de criança...
Se dêem as mãos, sem vergonha...
E vamos dançar esta dança!

Vamos alegrar a alma!
Vamos todos fazer uma rodinha...
E brincar como na infância...
Brincar de cirandinha!

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

NOSSAS FUGAS

Estamos sempre fugindo
De nós mesmos, prisioneiros
Do medo nos conduzindo
Por caminhos derradeiros;

Fugimos para lugares
Além da imaginação...
Por não vermos os pilares
Dentro do tal coração;

Fugimos do sentimento
Para não brigarmos mais...
Mas fica o ressentimento
Cheio de lágrimas e ais;

Até quando vais fugir
Humano filho de Deus;
Não o vejo mais sorrir
Com os lindos olhos teus;

Quando tu vai despertar
Deste sono tão profundo...
Desta fuga a te levar
Solitário pelo mundo;


quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

CÂNCER

Câncer não é um castigo...
Nem uma doença incurável;
É ressentimento antigo
Corroendo o corpo mutável;

As lembranças negativas
Provocam desarmonia...
Nas células antes vivas...
Já mortas sem alegria;

Não arraste suas mágoas
Dentro do seu coração...
Seja um barco sobre as águas...
Navegando em gratidão;

Não sinta raiva jamais...
Ela é um veneno forte
Que leva tantos mortais
Na carruagem da morte;

Apenas perdoe, o perdão
Deve sempre acontecer...
Por ser a liberação
Do câncer que quer viver;

Liberte-se do passado...
Construa um novo castelo...
Faça do teu corpo amado
Um templo límpido e belo;

A cura é o pensamento...
É o sorrir para a vida...
Não esqueça o sentimento
Que cura toda a ferida;


segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

CAMINHOS DO PRAZER

Vão desvendando caminhos
As mãozinhas majestosas...
Fazendo mil e um carinhos
Nos seios das lindas rosas;

Abaixo do ventre a flor
Das canduras celestiais...
Envolta na linda cor
A vestir sonhos tão reais;

Lindo corpo feminino...
De curvas bem definidas;
Um presente do divino
Para alegrar nossas vidas;

Os caminhos do prazer
Começam bem lá nos lábios...
O beijo nos faz descer
E esquecer conselhos sábios;

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

VÉUS OCULTOS

Nos véus que ocultam o amor
Real dentro de todos nós...
Existe um resto de dor
Que carregamos a sós;

Suspiramos de paixão...
Abrimos as portas da alma...
Deixamos o coração
Beber tal amor com calma;

Do que este amor é capaz!...
De acolher ou machucar...
Basta ele nos dar a paz
E nos permitir amar;

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

E ASSIM É O AMOR

Tão sereno o amor nos olha...
Sentimento a nos render...
Nosso rostinho ele molha
Quando estamos a sofrer;

Tão tristinho o amor espera
Pelo nosso entendimento...
Vem e vai a primavera...
Só não vai o sofrimento;

Amor que vira ferida
Não cicatriza jamais...
Morrem os anos de vida
No coração cheio de ais;

O amor só quer ser amor...
Então deixe ele adentrar
No teu coração em flor
Desejando tanto amar;


segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

OLHO GORDO

Olhar de inveja que mata...
Nossa vida fica presa
Nas garras de quem desata
Nossos laços de riqueza;

Invejosos fracassados
Que não nos querem ver bem;
Estão tão desesperados
Procurando um novo alguém;

Jogam pragas no trabalho...
Se dizem grandes amigos...
Suas vidas são retalho
Costurados de inimigos;

Na minha vida mando eu...
Não devo satisfação
Ao invejoso que teceu
Caminhos sem direção;