1 1
Home Quem escreve Meus livros Contato

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

MOMENTOS MÁGICOS

Segure firme querido...
A mamãe vai balançar
O balanço divertido
A flutuar aqui no ar;

Pode fechar os olhinhos...
Sinta o vento te tocar
Ouvindo dos passarinhos
O doce cantarolar;

Sinta os perfumes no rosto
Das plantas ao teu redor...
Todas te olham com um gosto
Tão adocicado amor;

Elas te sorriem tanto...
Mesmo que tu não às veja;
Em cada riso um só canto
Do amor delas que te beija;

Sempre lembre do balanço
E como a vida era vida...
Neste poema que de manso
Veste tua alma rendida;


segunda-feira, 17 de novembro de 2014

O BALANÇO

O papai vai empurrando
O balanço lentamente...
Para o filhinho sonhando
Nas alturas docemente;

O balanço vai sozinho
Com o impulso dos pezinhos...
Papai ainda de ladinho
Sorri cheio de carinhos;

O filhinho sente a brisa
Tocar o rosto feliz...
Magia que diviniza
O coração aprendiz;

O balanço vai e vem...
Sempre deixando sorrisos
No rostinho que retém
Lindos tons dos paraísos;

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

O BEBÊ

A mamãe dá de mamar
Ao filho recém nascido...
Olhinhos a transbordar
O carinho recebido;

Segura de tal jeitinho
O bebê a se prender...
No seio donde o leitinho
Mais gostoso vai beber;

Que momento mais bonito
Ver o filhinho nos braços...
Da mamãe com infinito
Amor ativando laços;

O bebê é um anjinho
Vindo de outras dimensões...
Para receber carinho
Dos humanos corações;

O bebê dorme contente
No bercinho colorido...
Da mamãe é o presente
Majestoso merecido;

O bebê é a bênção...
É a alegria do lar...
É o mais lindo botão
De flor a desabrochar;

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

HÍMEN

Guardas a bela e virgem flor tremendo...
Guardas ela na mais curta calcinha...
Guardas a flor cheirosa já querendo
Abrir-se e deixar de ser tão sozinha;

Guardas ela que só fica gemendo...
A flor que se mantém pura e lisinha...
E que quando tocada fica ardendo
E molhando a calcinha tão branquinha;

Guardas a mais bonita flor rosada
Ardendo cada doce madrugada...
Louca para se abrir feliz ao mundo;

Guardas ela na grande ansiedade
Para perder na cama a virgindade...
Para sorrir enfim cada segundo!...