1 1
Home Quem escreve Meus livros Contato

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

BEETHOVEN




















Não tem hora marcada, ela vem de surpresa;
Ouve-se na ante-porta a suave batida...
É um último tan tan tan tan de tristeza...
É só mais uma triste alma na despedida;

A morte é fatalmente uma doce certeza...
Enquanto a vida é só uma flor colorida
Num jardim encantado duma natureza...
Vestida na brancura da luz merecida;

A morte é uma triste e encantadora viagem...
A vida... uma fantástica e doce passagem
Na terra a zelar pelo desejado amor;

O fatídico tan tan tan tan todos ouvem...
Até o majestoso surdo do Beethoven
O ouviu na porta e o decidiu compor;


22-05-07 Soneto a Ludwig Van Beethoven

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

LEMBRANÇAS MINHAS

Cada sonho meu, cada doce olhar...
Cada sorriso que correu meu rosto...
Cada esperança minha de beijar
Tua boca, guardo em meu ser com gosto;

Cada gesto meu, cada suspirar...
Cada palavra que disse no encosto
Das nossas almas... fez-me desejar
O carinho do teu corpo disposto;

Meus puros anos, nunca esquecerei!...
Foram neles que um beijo teu roubei...
Um beijo virginal na doce idade;

Nossas almas tão cheias de vontade...
Nossos corações no peito sorrindo...
Lembro-me com carinho... era tão lindo;
              

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

ZÉ COLMEIA

















Junto do seu amiguinho...
O pequeno Catatau...
O Zé Colmeia de fininho
Pega o piquenique e tchau;

Os distraídos visitantes
Ficam sempre a procurar...
As cestas já bem distantes
Com o Zé a se fartar;

Dos ursos o mais esperto...
Usa sempre o seu chapéu...
Perseguido bem de perto
Por um guarda sempre ao léu;