1 1
Home Quem escreve Meus livros Contato

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

CINDERELA

















A Cinderela era a filha
Do mais rico comerciante...
As fadinhas na dedilha
Tocavam a harpa vibrante;

Depois que seu pai morreu...
Sua madrasta malvada
Nada mais para ela deu...
E tornou-se escravizada;

Tornaram-na serviçal...
E faziam malvadezas...
A menina de cristal
Mergulhava nas tristezas;

Os animais da floresta...
Os seus únicos amigos...
Sempre faziam a festa
Livrando ela dos perigos;

O rei um baile anunciou
Para o príncipe escolher...
A esposa que não achou
No seu sublime viver;

Por Cinderela ser bela
A madrasta então falou...
Que não poderia ir ela
Com os trapos que catou;

Na ajuda dos amiguinhos
Pode então ter seu vestido...
Encheu todos de beijinhos
Pelo brilho enaltecido;

As filhas dela rasgaram
O vestido tão brilhante...
Porque muito invejaram
A princesinha radiante;

Muito triste ela olhava
O castelo na colina...
Chorava e também rezava
A mais bonita menina;

Foi então que apareceu
A sua fada madrinha...
E um vestidinho teceu
Com sua linda varinha;

Ela estava encantadora...
O príncipe bem notou
E não houve a tal demora...
Logo com ela dançou;

A meia-noite acabou
Todo o encanto, ela correu
E sem perceber deixou
O lindo sapato seu;

O príncipe então buscou
Por todo o reino a mulher
Do sapato que ficou
Na escadaria qualquer;

Todas tentaram e nada...
Até as filhas malvadas
Que deixaram lá trancada
Cinderela e suas fadas;

O príncipe fez descer
Cinderela que provou
O sapatinho a tecer
Seu pezinho que brilhou;

 Dentro do seu coração
O príncipe já sabia...
Que com aquele botão
De flor ele casaria;

 Casaram-se por amor...
Foram felizes reinando...
Sempre cheios de fulgor
Nos rostinhos suspirando;

20-21-09-13

27 comentários:

Bell disse...

Saudade de você Samuca.

Amei seus versos doces que remetem a infância ( toda mulher tem uma princesa dentro dela rs...).

bjokas =)

Larissa Fonseca disse...

Que talento em rimar! E contar toda uma história assim, olha... meus parabéns! Não sei por que ainda me admiro, conhecendo seus versos há tanto...

Abraços!

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Samuel,você é incrível menino!
Nos deixa sonhar com as histórias de contos de fadas.
Adorei.
Bjs e saudades.
Carmen Lúcia.

Aline Goettems disse...

Oi Samuel, tudo bem?
Você é fantástico, me fez voltar a infância, que lindo <3
Sabe usar as palavras de uma forma maravilhosa, amei!
Beijos!

Cidália Ferreira disse...

Há quanto tempo. Já tinha saudades dos seus versos.

Beijos e uma excelente semana.

Coisas de Uma Vida 172

Roselia Bezerra disse...

Boa noite, Samuel!
Lindo poema e a gente conhece de cor e salteado as velhas histórias infantis mas foi agradável ler seus versos a uma delas dedicado.
Abraço muito fraternal

melissa moreira disse...

OIA !! ARRASOU!! Muito lindo, quando eu for ler historinhas vou me lembrar de ler no seu blog haha é encantador sua escrita! Já disse isso? haha Bom é muito lindo o que você faz com as palavras! Continue nos inspirando e nos encantado com seu doce Dom de escrever!
Beijos ❤
Jardim de Palavras

Bandys disse...

Ola Sam,

Que coisa linda, uma historia contada
em verso e prosa. Feliz da Cinderela que tem
uma fada madrinha e vc para descrever lindamente a
historia.
Parabéns.
Beijos e muita luz na sua caminhada.

Mariangela do lago vieira disse...

Oi Samuel!
Que bom você por aqui!
Só você mesmo para nos oferecer uma viagem no tempo,
com este lindos versos. Adorei!
Abração!
Mariangela

Dorli Ramos disse...

Oi Samuel,
Linda estória que mamãe me contava quando criança quando me embalava para dormir.
Estou de molho: operei um pé e daqui a 4 meses o outro. É mole?
Sucesso
Saudades sempre
Minicontista2

Larissa Santos disse...

Adoro os teu versos. Parabéns por mais um. Soberbo.

Beijo e um dia Feliz.

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Maria Adeladia disse...

SAMUEL: Bom dia! Que coisa mais fofa! Vc molda a escrita e não perde a qualidade. Parabéns! Passando para desejar-lhe um belo dia, uma boa semana. Fica na paz. Beijos.

Tais Luso disse...

Querido Samuel, voltei à infância?? Que lindo, crescemos com esses contos que alegraram nossa infância. E quantos deles!! Linda época de histórias de princesas, Cinderela, reis, rainhas... Eu consumia todas essas histórias.
Saudades de você, poeta! Poste mais, não disperse talento!
Beijos, querido amigo!

Pensamentos Com Asas disse...

Olá Samuel.
Que lindinho seus versos! Amo contos de fadas sabia? Nossa me encantei com sua escrita cheio de doçuras.^_^

Um beijo no coração.. Obrigada pelas gentis palavras no meu blog.

Poções de Arte disse...

Ohhh que lindo, Samuel!
Conforme lia, me lembrava do filme que assisti a pouco tempo.
Era muito esplendor naquela Cinderela e acho, sinceramente, que não há mulher que não deseje aqueles sapatinhos do filme rsrsrs.
Parabéns pelos belíssimos versos que nos transportam para um mundo imaginário.
Abraços e feliz semana!

Diego França disse...

Olá!
Nossa sou apaixonado pelo conto da Cinderela e seu poema ficou lindo, doce, completo. Deu conta de nos dizer tudo. Parabéns!

Abraço.
Diego, Blog Vida & Letras
www.blogvidaeletras.blogspot.com

Tamires Marins disse...

Oi, Samuel

Que lindo! *--*
Você conseguiu contar toda história de maneira bela e lúdica! <3
Adorei de verdade, parabéns, você tem talento, viu?!

Beijo
- Tamires
Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook

Helena G.S.R disse...

Olá, Samuel!
Nada melhor do que um final feliz.

Beijos, querido.
Blog: *** Caos ***

Aline Goulart disse...

Você conseguiu contar essa história tão famosa através de belos versos. Estava com saudade de ler as suas rimas. Beijinhos.

Nanda disse...

Samuca!! Adorei a poesia... gosto quando tu faz versos nessa temática.
Cinderela é uma história que há anos vem ensinando e encantando crianças e adultos. Beijos!

ALÉM DAS SIGLAS POESIAS disse...

De todas as princesas é a minha preferida!! Quanta sensibilidade amigo, adorei!! Saudade de ti viu, bjs

Lu Nogfer disse...

Inspiradíssimas e perfeitas rimas. E sem deixar a história se perder. Isso é que é talento. Bravooooo tu é demais!

Beijinhos rimadinhos!

Smareis disse...

Oi meu poeta querido!
Saudades! Estamos bastante sumidos.
Muito bem construída através de seus versos a história da Cinderela.
Adorei!
Uma semana!
Um excelente cheio de coisas boas
Um abraço e um sorriso!
Blog da Smareis

Tallita Monteiro disse...

Melhor versão da Cinderela que li! Tava com saudade dos seus textos esplendorosos!! bjsss

Anônimo disse...

Ameiii muito bom Samuel meu Lord.

Gabriela Ponciano disse...

Olá Samuel, boa noite!!
Achei espetácular sua versão da Cinderela. Você de fato tem muito talento. Parabéns!!

Gabriela Ponciano disse...

Olá Samuel, boa noite!!
Achei espetácular sua versão da Cinderela. Você de fato tem muito talento. Parabéns!!