LAPIDANDO VERSOS

Home Quem escreve Meus livros Contato

sábado, 26 de junho de 2021

SONETO A CAMISOLA


Camisolas sedosas, provocantes...

De babado e decotes magistrais

A esconder bem as pérolas radiantes

Sempre loucas por beijos divinais;

 

Camisolas de alcinha, deslumbrantes...

As com florzinhas são fenomenais...

Dão colorido as noites excitantes

Onde os dedinhos correm naturais;

 

Uma taça de vinho e olhares nus

Que correm pelo corpo envolto em luz...

Arrebatado pelo calor real;

 

A camisola já está no chão...

Enquanto os corpos rolam no colchão

Numa troca de amores celestial;

 


 

2 comentários:

karen disse...

que alegria ler tuas palavras depois de tanto tempo, Samuel.
continue se cuidando e volte mais vezes, por favor :)

Ana Bailune disse...

Boa tarde, Samuel. Passeando pela Blogger Land cheguei aqui de novo.
Lindos versos! Saudades de blogar.