1 1
Home Quem escreve Meus livros Contato

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

ENERGIA SEXUAL

A energia sexual
Está sendo degradada...
Quase sempre tem casal
Brigando de madrugada;

O amor vem perdendo o posto
Para o sexo desenfreado;
Não existe amor, só gosto
E um prazer desfigurado;

E o que dizer dos ficantes
Que só trocam de parceiros...
Fazendo sexo de instantes
Vazios e derradeiros;

Você quer ficar comigo!...
Que pensamento cafona...
Nem te querem como amigo...
Só grude que nada soma;

Parem de brincar com sexo...
A energia é poderosa;
Tudo tem o seu reflexo
Nesta vida tão preciosa;


45 comentários:

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Não existe mais um amor verdadeiro.
Lindo poetar amigo Samuel.
Bjs
Carmen Lúcia.

Patrícia Pinna disse...

Bom dia, Samuel, querido.
Sexo é bom demais, mas nada melhor do que quando ele está aliado ao amor, não tenho dúvida disto.
A energia do sexo é mais poderosa do que muitos imaginam, tem o poder de entrelaçar não somente corpos, mas tem de ter a base, caso contrário, torna-se fria e quem a pratica assim, sem compromisso, acaba por sentir-se usado, aliás, depende muito da consciência de cada um.
Nos dias de hoje, é raro demais ver a existência do amor dentro dele.
Tenha uma Primavera de paz.
Beijos na alma.

Cidália Ferreira disse...

Será que o Amor verdadeiro já não existe?? Existe sim... muitas vezes proíbido.

Adorei as postagem.,..Parabéns

Tem uma excelente semana
Beijos

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Laura Santos disse...

Eu acho o sexo como o acto supremo de sublimação do amor entre duas pessoas.
Sexo sem amor é algo de primário e fútil.
Belas considerações poéticas, Samuel!
xx

Bell disse...

ótima poesia,agora para abalar o relacionamento tem o face, as outras redes e o celular rs...

Um lindo dia pra vc =)

Lucy Mara Mansanaris disse...

Boa tarde meu amigo querido.
Pois é, sexo virou banalidade, aliás, vou além, o próprio beijo... Acho o beijo tão íntimo...
Muito pertinente o tema, arrasou no poema, parabéns!
Beijo cheio de carinho, fica bem...

Lucy Mara Mansanaris disse...

Boa tarde meu amigo querido.
Pois é, sexo virou banalidade, aliás, vou além, o próprio beijo... Acho o beijo tão íntimo...
Muito pertinente o tema, arrasou no poema, parabéns!
Beijo cheio de carinho, fica bem...

Ivone disse...

Amigo querido, tocastes bem num ponto em que há e muito de banalidades relacionado a sexo, nossa, acho que se pode comparar a "comer qualquer comida sem precisar sentir o sabor, basta matar a fome", bem dissestes, há energia no sexo que se não bem direcionada nos prejudica e faz sofrer e depois nem adianta viver a chorar!
Amei ler e concordo contigo, abraços apertados meu querido amigo!

Daniel Costa disse...

Samuel, belo poema, a tocar um assunto que um poeta romântico sabe especificar. Há muita gente a banalizar o amor, quando este deve merecer o maior respeito. Puseste bem, o dedo na ferida, que certa sociedade, a enche de porosidade.
Abraços

NLC POESIAS disse...

Pois é poeta, assim como tudo nesse mundo, também o sexo e o amor estão sendo banalizados. Dizem eu te amo assim como se diz bom dia! Ainda bem que temos a poesia que nos salva né rsrsr. Bjs

Edith Lobato disse...

Este é o retrato das relações sem compromisso, o ficar está na moda, o prazer em alta e os sentimentos banalizados. Belo e reflexivo texto.

Roselia Bezerra disse...

Olá, Samuel
O amor e a energia sexual é potência poderosa... pena que a julguem tão irrisória e efêmera!!!
O mundo seria uma bomba atômica contra o mal se a canalizássemos pro bem...
Bjs floridos e fraternos

Eu...Suzana disse...

Pois é meu amigo, tocaste num assunto importante. O sexo está tão fácil de se conseguir que até perde a graça de faze-lo.
Acho que a liberdade é muito importante para as pessoas, mas, tudo tem que ter limites, afinal, amor não se compra, se conquista, e com carinho e classe.
Beijão e boa semana.l
Suzana

Carol Russo S disse...

Samuel, uma vez me disse que não gostava muito de expor teus textos com temas aspirantes ao sexo, mas digo-lhe que esse ficou na medida certa, bem sutil, talvez pela crítica explícita.
Não poderia deixar de concordar com cada verso do teu poema, com todo contexto da tua poesia. Para mim o sexo não é só esse prazer carnal que nós sentimos, é a junção de duas - ou mais (?) - almas que se entregam, se compartilham, se decifram. Sexo é muito bom, mas só é gostoso e verdadeiro quando se tem amor. Quando é só corpo por corpo, não passa de uma noite de prazer e nada mais.
Parabéns, mais uma vez surpreendendo!!!

Vitor Costa disse...

Gostei muito das rimas Samuel, inusitadas e muito bem construídas.

Um Grande Abraço

Evanir disse...

Meu amigo ..
Um poema de alerta é gratificante ler tudo isso partindo
de um jovem como você que pensa .
Hoje é em dessa forma que vc colocou no seu poema,
quando pergunta essa namorando?
Leva nome de cafona e a resposta é essa..eu só fico não namoro ninguém.
Meu amigo poeta parece que acabou o encanto
pela vida.
Desejo uma semana feliz .
Beijos..Evanir.

Nádia Santos disse...

Pois é meu querido Samuel, o amor virou sentimento banal o que o mundo vê hoje são orgias, um nojo nem gosto de falar, seu versos disseram tudo. Bjus lindo.

dinapoetisadapaz disse...

Bom dia Samuel. Um tema oportuno que deveria ser lido jovens alienado banalizadores do amor e do sexo...
Parabéns pelo magistral poema.

Sexo, e a complementação do amor .
Quando realizado com sentimento ,
Sexo sem amor, não passa de um ato banal.

by dinapoetisadapaz

Saudações, nobre poeta.

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

No mundo de hj o amor não vale um conto.
Adorei seus versos, poeta.
Beijo

Joana disse...

Penso que muitas pessoas estão procurando neste falso "amor" uma maneira de preencher o vazio que existe dentro de si. Achando que assim são amados e que amam também. Ledo engano!

Beijos, samuel!

Miguel disse...

Meu caro Samuel
As minhas férias terminaram… e para assinalar o seu fim publicarei um post, logo, à meia noite. Fico-te aguardando.
Esse poema é muito verdadeiro, e reflecte uma realidade cada dia mais "na moda".
As pessoas desligaram-se do amor, como se o sexo, só por si, pudesse substitui-lo. Talvez um dia verifiquem que estavam enganadas... e já seja tarde!

Um abraço saudoso, meu amigo
Miguel

Adriana Helena disse...

Boa tarde Samuel!
Antes de tudo, quero agradecer a sua querida visita lá no meu cantinho...
Me deixou muito feliz!
Receber o seu comentário foi maravilhoso, obrigada!

E quanto aos versos, sempre belos e com uma tônica de crítica construtiva!
Excelente por sinal!
Aliás, qualquer energia deve ser bem aproveitada, bem aplicada!
O amor verdadeiro liga as pessoas, e , em nome do amor é que a energia converge para o bem, para o entrosamento dos corpos e, via de consequência, da própria alma!

De que adianta um amor vazio, sem estrutura...
Torna-se banal, sem vida própria...
Bonito é o amor férvido, tórrido entre duas pessoas que se amam verdadeiramente e se respeitam mutualmente...
Os demais apenas passam, como muito bem enfatizou em seus versos bonitos!!

Obrigada por compartilhar beleza em versos poeta!!
Tenha uma semana maravilhosa !
Beijos!! :))))

Lu Nogfer disse...

Querido Samuel

Hoje em dia parece que esta tudo na moda, menos amar de verdade.
Beliiissimo parabens.

Beijos

Vera Lúcia disse...

Olá querido amigo,

Sexo é sublime quando aliado ao amor. A busca apenas pelo sexo tem satisfação momentânea, mas deixa a alma insatisfeita e a clamar por algo mais.
Ótimo chamamento. Belo e oportuno poema. Parabéns!
(Sempre caprichando nas rimas, hein?

Beijo.

Aline Teles disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Aline Thompson disse...

Oi, meu amigo Samuel!
Lendo seu poema não consigo deixar de pensar na narrativa de Gênesis onde se repete diversas vezes "E D'us viu que era bom"
Gosto do conceito de que tudo no universo é bom... O uso errado que torna algo mau. Sexo é provavelmente do que mais se tem feito uso errado!
Quando acontece como um ato sublime de amor é bom... mas luxuriosamente é muito ruim! A inversão de valores vigente chama de "cafona" o amor e apregoa atos vazios.
Acho que entendo o que diz a última estrofe... Acho que diz que quando acontece uma união física com amor há uma troca de energia muito positiva, mas quando é um ato sem amor, atrai muita negatividade.

Muito obrigada por sempre visitar meu blog! Encontrei um pdf do "Terra Oca", vou ler.

...beijinhos***

Miguel disse...

Bom dia, Sam (posso te tratar assim? é muito mais prático...)

Ao vir agradecer a sua visita aproveitei para reler o seu poema.
É mesmo muito bom! Sobretudo se atentarmos na crítica social que ele comporta...

Apareça por lá sempre que puder, que eu farei o mesmo.

Um dia feliz, meu amigo.
Um abraço
Miguel

Marli Terezinha Andrucho Boldori disse...

Querido amigo, Samuel seu poema aborda um tema tão sensível e difícil de
a palavra sexo para fazer versos.
Ainda hoje, vemos em alguns lugares e pessoas fazendo do sexo um tabu.
Como você construiu um poema maravilhoso com o tema sexo, um ato repleto de energia. É claro que será energia boa se tudo for acontecendo com amor e respeito. Lindíssimo! Beijos!

vendedor de ilusão disse...

Bom dia, caro amigo!
Com satisfação lhe comunico que publiquei a Programação das apresentações do 2º Prosas Poéticas; dê uma olhada e saiba que a sua criação abrirá com "chave de ouro" o Evento.
Abraço e até mais!

Bruxa disse...

É a vida atual: "usar, aproveitar, descartar".
Trabalhando com adolescentes e pré-adolescentes é a conduta que vemos, afinal também é muito pregado pela mídia - relacionamentos descartáveis. Não deu certo aqui, pula pra outro, mas...
O amor pelo próximo, o amor verdadeiro é algo que está se esfriando no mundo e quem sabe disso, não pode se calar diante dos fatos.
Adorei seu poema.
Abração e lindo dia.

allmylife disse...

"Parem de brincar com sexo" melhor mensagem! Melhor aviso, melhor conselho!
Eu estive numa correria só esses tempos...saudades dos versos sábios daqui..
=*

Marli Terezinha Andrucho Boldori disse...

Samuel, meu querido amigo, voltei para lhe pedir uma gentileza,
pode mandar um recado pelo seu blog, ao Vendedor de ilusão, pois não consigo acessar ao seu espaço, já faz um tempo que não consigo. Li que você abrirá o evento maravilhoso. Desejo-lhe sucesso! Obrigada! Beijos! Obs: eu consigo acessar aos textos,não consigo comentar.

Amanda Souza disse...

Concordo demais contigo, Samuel! Acho que o sexo é muito mais prazeroso se é com alguém que dividimos a vida e temos intimidade. Nada dá mais fazer que a cumplicidade!

Tallita Monteiro disse...

Olá poetaaaa!!! Quanto tempoooo!!! Sempre inundando nossa vida com poesiaaass...e sempre bem reflexivas...

Beijoss!!

Dentro da Bolha disse...

e os prazeres da carne tornam realidade dentro das fantasias!

dentrodabolh.blogspot.com

Bandys disse...

Ola amigo Samuel,
penso igualzinho. Hoje o amor é tratado com descaso
ficou banalizado o namoro, o casamento.
Acho estranho tambem esse negocio de ficar, sei la a
vida é muito curta pra se perder tempo.
tenha um ótimo final de semana
beijos meus daqui

MARILENE disse...

Samuel, há os que vivem como se a vida fosse terminar daqui a pouco. Entregam-se ao prazer sem medir consequências e sem se preocupar com verdadeiros sentimentos. Houve um tempo que se atribuía esse jeito de ser, tão somente, aos homens. Hoje, infelizmente, ele é braçado, também, pelas mulheres. Tenho-o como falta de maturidade. É belo e prazeroso o sexo quando mora na casa do amor. Bjs.

Bia Hain disse...

Olá, Samuel, como vai? Não julgo, mas essa de "ficar" nunca foi minha praia. Para estar com alguém preciso do amor, do carinho, do afeto. A troca de prazer destituída de sentimento me parece muito fazia...talvez traga uma satisfação momentânea, e um grande vazio por dentro depois. Então prefiro estar sozinha a estar com alguém nessas condições. Colocação relevante... um abraço!

LUCONI MARCIA MARIA disse...

Meu amigo poeta, como eu não li isto antes? O teu jeito tão sincero de se expressar em forma de poesia me encanta, você com franqueza aborda todos os assuntos, o amor e o sexo meu amigo não deveria se confundir, mas se confundem e muito, ficou muito fácil falar eu te amo, mais fácil ainda de ser acreditado neste mundo onde as pessoas estão tão carentes de amor e te digo de todos os tipos de amor, principalmente do fraterno, bravos poeta, bjos Luconi

Rosemary Lima disse...

Como sempre, parabéns pelas palavras e ideias tão bem colocadas Samuel.
Eu uma vez publiquei um texto que dizia que o amor foi trocado por mentiras, farras, sexos e bobagens de um dia qualquer. Poxa vida hein... cade o amor??
Será que ele ainda existe? Sempre me pergunto, talvez essa dúvida seja a minha inquietude diária, porque sinceramente hoje em dia é difícil acreditar em sentimentos sinceros e maduros!

Beijos!
Otimo final de semana!

Elyane Lacerdda disse...

Acredito nas suas palavras,amigo!
Poema lindo e para pensarmos muito a respeito desse assunto!
Os "ficantes" não sabem o que significa amar , fazer amor e não "sexo"!
Bom final de semana e bjus, querido!
http://www.elianedelacerda.com

Just me disse...

Adorei!
Tb acho que as pessoas andam fazendo sexo vazio, só por prazer... deveria ser feito por amor, que pensamento mais antiquado e romântico o meu....
Bjs

http://achadosdamila.blogspot.com.br/

Vieira Calado disse...

Já vi que estamos os dois no barco do Viviani...
Um forte abraço!

Ana Cecilia Romeu disse...

Existe o efêmero e o menos efêmero. Considerando que: "seja eterno enquanto dure", pois então que seja chama!

Grande abraço, Samuel!

Tais Luso disse...

Olá, querido amigo, tudo muito banalizado, sem romantismo, sem verdades. É apenas sexo por sexo e mais nada, um tchau, apenas. E um vazio que cala fundo na alma desses jovens e de outros nem tanto, vão pela moda, envergonhados de não seguir a boiada. Seguem tendências, modismos. E depois seguem vazios e infelizes.
Concordo com você!
Beijos!