1 1
Home Quem escreve Meus livros Contato

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

O BEIJA-FLOR




Lá está o beija- flor
Pegando o néctar divino...
De cada florzinha em cor
Com seu biquinho tão fino;

Ele beija tantas flores...
A natureza agradece
Sempre vestida nas cores
Que o beija-flor feliz tece;

As flores amam seus beijos...
São selinhos verdadeiros...
Carregados de lampejos
Em muitos dos canteiros;

Beijam com tanto carinho
As flores da natureza...
Que brilha no meu rostinho
Um sorriso de beleza;


segunda-feira, 9 de novembro de 2015

ESCRAVOS











Escravos da besteirinha
Que os controla facilmente;
Vivem olhando a telinha
E fugindo do presente;

Só se falam por mensagens...
Vivem na falsa ilusão
Que não lhes dá tais vantagens
Que lhes daria o coração;

A humanidade moderna
Tão carente de valores...
Rasteja com uma perna
Não mais vendo lindas flores;

Posso ser bicho do mato
Por não ter um celular;
Ainda prefiro o contato
E a pureza de um olhar;






segunda-feira, 19 de outubro de 2015

TOM E JERRY
















Jerry, ratinho engenhoso...
Sempre fugindo do Tom...
Gatinho um tanto formoso
Que nasceu sem o seu dom;

Nunca consegue pegar
O ratinho habilidoso...
Que come queijo a gozar
Do gato espalhafatoso;

O Tom coloca ratoeiras...
Fica sempre vigilante...
Chega até ganhar olheiras
E não pega o rato errante;

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

SONETO AO VINHO

















Magistrais parreirais, uvas em cor;
Cachos imensos, grãos selecionados;
Uvas finas do mais puro sabor;
Grãos rubros todos sendo triturados;

Aromas tão divinos, doce odor
Dos vinhos tão diversos preparados;
O fruto que os colonos com amor
Cultivam desde os tempos já passados;

Vinho que é corpo, sangue e alma de cristo;
Vinho magistral! Eu jamais resisto
A beber copos deste vinho tinto;

Quando bebo não sei dizer se minto...
Sei apenas que estou a beber vinho...
A beber paixão... a beber sozinho!...                  

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

AMAMENTANDO
















No mais lindo dos momentos...
Você e eu e ninguém mais;
Resplandecem sentimentos
Das esferas celestiais;

Olho bem nos teus olhinhos...
Sempre dando-te atenção;
Nas palavras os carinhos
Que tocam teu coração;

Seus olhinhos tão brilhantes
Se conectam com os meus;
Momentos vivificantes...
Presentes dados por Deus;

Enquanto tu vais mamando
Emano boas vibrações;
Teus olhinhos me observando
Cheios de realizações;

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

BEETHOVEN




















Não tem hora marcada, ela vem de surpresa;
Ouve-se na ante-porta a suave batida...
É um último tan tan tan tan de tristeza...
É só mais uma triste alma na despedida;

A morte é fatalmente uma doce certeza...
Enquanto a vida é só uma flor colorida
Num jardim encantado duma natureza...
Vestida na brancura da luz merecida;

A morte é uma triste e encantadora viagem...
A vida... uma fantástica e doce passagem
Na terra a zelar pelo desejado amor;

O fatídico tan tan tan tan todos ouvem...
Até o majestoso surdo do Beethoven
O ouviu na porta e o decidiu compor;


22-05-07 Soneto a Ludwig Van Beethoven

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

LEMBRANÇAS MINHAS

Cada sonho meu, cada doce olhar...
Cada sorriso que correu meu rosto...
Cada esperança minha de beijar
Tua boca, guardo em meu ser com gosto;

Cada gesto meu, cada suspirar...
Cada palavra que disse no encosto
Das nossas almas... fez-me desejar
O carinho do teu corpo disposto;

Meus puros anos, nunca esquecerei!...
Foram neles que um beijo teu roubei...
Um beijo virginal na doce idade;

Nossas almas tão cheias de vontade...
Nossos corações no peito sorrindo...
Lembro-me com carinho... era tão lindo;
              

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

ZÉ COLMEIA

















Junto do seu amiguinho...
O pequeno Catatau...
O Zé Colmeia de fininho
Pega o piquenique e tchau;

Os distraídos visitantes
Ficam sempre a procurar...
As cestas já bem distantes
Com o Zé a se fartar;

Dos ursos o mais esperto...
Usa sempre o seu chapéu...
Perseguido bem de perto
Por um guarda sempre ao léu;

segunda-feira, 27 de julho de 2015

ULTRASSONOGRAFIA

A mamãe está te vendo...
Te sentindo lindamente...
Aos poucos tu vais crescendo
Até nascer docemente;

Vejo cada movimento
Na doce respiração...
Cresce mais o sentimento
De te amar meu coração;

Sei que fui escolhida...
Seja menino ou menina...
Vou amar por toda a vida
Minha estrela cristalina;

Dias de felicidade
Até o teu nascimento...
Da gravidez a saudade...
Lembranças doces no vento;

Copyright(c)samuelbalbinot

segunda-feira, 13 de julho de 2015

O CÃOZINHO




Fica abanando o rabinho...
Latindo desesperado
Para o seu dono, o cãozinho
Por ele muito amado;

Gosta de ganhar carinho...
De correr pelo gramado...
O verdadeiro amiguinho
Do filhinho apaixonado;

Sempre corre atrás do gato...
Nunca consegue pegar...
Deita lá sobre o sapato
Até o dono acordar;

É bem mais que um companheiro...
É a alegria do lar...
O cãozinho verdadeiro
Sempre querendo brincar;


segunda-feira, 29 de junho de 2015

CAOS

Aos estupros e pedradas
Almas sendo reduzidas...
Meninas já condenadas
Ao resto de suas vidas;

Ônibus pegando fogo...
Assaltos, assassinatos;
Fim tão longe de ser logo...
Basta nós vermos os fatos;

É travesti numa cruz...
Padre na pedofilia...
O mundo só se reduz
Com tanta melancolia;

O que fizeram do sexo?
É só surubas e orgias...
O amor perdeu o reflexo
Num mundo sem alegrias;

Chico, o santo brasileiro...
Do túmulo apedrejado
Por um grupo derradeiro...
Sem coração, desalmado;

Olá Lula, seu escroto...
Seu miserável petista...
Tu não vale um só arroto...
Junto da Dilma na lista;

segunda-feira, 22 de junho de 2015

DE SACO CHEIO

Racinha podre e fedida...
Usando terno e gravata;
Votando cada medida
Chula na insignificante ata;

Tá faltando uma boa sova
Tipo no tropa de elite...
Podridão sempre em desova
Num país que tudo permite;

Como limpar este lixo
Das entranhas do Brasil;
O povo parece bicho
Neste solo varonil;

Nós somos todos fantoches
Destas merdas no congresso...
Vivem a fazer deboches
Deste país sem tal progresso;

segunda-feira, 15 de junho de 2015

QUICO




Terninho de marinheiro...
Bochechas de mamão macho...
Sempre apanha por primeiro
Por ser do Chaves capacho;

Sempre ganha um beliscão
Do seu Madruga irritado...
Depois dum escorregão
Pelo Quico planejado;

Gosta de fazer inveja
Ao Chaves que nada tem...
Com brinquedos que maneja
Como nenhum outro alguém;

Ele é o campeão dos burros...
Quico-Quico-rá-rá-rá;
Sempre chora lá nos muros
De uma vila nada má;

segunda-feira, 8 de junho de 2015

KUAN YIN




KUAN YIN

Por cobrires meu corpo com o véu
Iluminado na tua pureza...
Ergo meus olhos para o lindo céu
Que derrama os teus risos de beleza;

Pela misericórdia no escarcéu
Dos nossos dias, deixo-te a grandeza
Do meu coração que não bate ao léu...
Pois tu o habitas com tua fineza;

Deusa graciosa, como me és gentil...
Em tua alma vejo um céu cor de anil...
Vejo a magia do teu coração;

Sou tua luz e tua rendição...
Quero te sentir bem perto de mim...
Sentir tua energia Kuan Yin;                                          

* Kuan Yin na mitologia chinesa é conhecida como a Deusa da compaixão e da misericórdia.

segunda-feira, 1 de junho de 2015

A BORBOLETA

De flor em flor borboleta...
Vais brincando de bailar;
Te misturas a violeta
Quando decides parar;

De asas multicoloridas...
De voo suave pelo ar...
Vais embelezando vidas
Que se pegam a te olhar;

Pequena borboletinha...
Acompanho o teu passar...
Passas sempre na tardinha
Com pássaros a cantar;

Flutuas divinamente
Nas brisas da primavera...
Encantando docemente
O coração que acelera;

És tão livre nas alturas...
Com seu par bem ao ladinho...
Ouvindo todas as juras
Da natura com carinho;

segunda-feira, 25 de maio de 2015

OS CHUTINHOS NA BARRIGA

Estou tão feliz bebê...
Por sentir os teus chutinhos...
Quero tanto ter você
Aqui pra encher de beijinhos;

Que alegria te sentir
Vibrando dentro de mim;
A mamãe vai te vestir
Com os amores do sem fim;

O que queres me dizer?
A mamãe está ouvindo...
Tu és o meu bem querer
Dentro do meu ser sorrindo;

Sinta todo o meu carinho...
Sinta a minha mão tocando
Em você bem de levinho
Filhinho que estou amando;

segunda-feira, 18 de maio de 2015

ARCANJO MIGUEL

Senhor dos anjos... fé e proteção
São atributos do teu ser divino;
Mensageiro de Deus... tua legião
De anjos é magistral ser cristalino;

És o arcanjo da real libertação
Contra o mal... és o sol do meu destino;
Teu escudo protege a evolução
De cada filho do Deus peregrino;

Tua poderosa espada Miguel...
Pode cortar todo o mal pela raiz
E fazer cada um de nós mais feliz;

Arcanjo Miguel... que a tua mão fiel
Possa comandar nossas almas vivas
Para dimensões mais contemplativas;

segunda-feira, 11 de maio de 2015

SCOOBY DOO

O Scooby doo é um cãozinho
Medroso mas salvador...
Com cuidado e jeitinho
Salva todos com amor;

O Salsicha é o seu dono...
Um sujeito magricelo
Que não deixa no abandono
O seu cão pé de chinelo;

Fred é o mais corajoso...
Sempre louco por mistérios...
Lerdo e um tanto vagaroso
Não decifra nem minérios;

Daphne é o alvo dos ladrões...
Loirinha muito esperta...
Sempre encontra soluções
Para fugir na hora certa;

Velma é mais inteligente...
Toda metida à pacífica...
Ajuda Fred calmamente
Com sua visão científica;

segunda-feira, 4 de maio de 2015

SAINT GERMAIN

Guardião da chama da transmutação...
Da liberdade e do perdão divino;
Alimente cada alma em formação
Com justiça e amor mestre cristalino;

Que a chama violeta, a chama da ação
Presente entre nós... nos mostre o menino
De luz que todos somos... nada é vão;
Eu sou a luz se assim eu determino;

Nos envolva em teu manto mestre ascenso...
Somos teus filhos de luz, buscadores
Do caminho sereno envolto em flores;

No aroma magistral do doce incenso
Elevo minha luz para as alturas...
Para bem junto das tuas alvuras;                                    

segunda-feira, 27 de abril de 2015

CÉU

Olho o manto celeste nas alturas...
Que formosura aquele céu anil;
Anjos devem pairar nas esculturas
Brancas das nuvens límpidas de abril;

Meu sorriso derrama cores puras...
Minha alma descansa entre flores mil...
Onde os zéfiros cheios de frescuras
Brincam contentes na tarde febril;

Os meus olhos mergulham neste azul...
E tudo que sinto em mim é amor...
É algo indescritível numa cor;

E este azul me carrega para o sul
Num sopro tão sereno, numa brisa
Que corre meu corpo e me suaviza; 

segunda-feira, 13 de abril de 2015

NOVE MESES

Nove meses meu bebê...
Meu corpo se transformando...
E eu só querendo você
Em meus braços suspirando;

Nove meses te gerando
Numa linda gestação;
Cada dia desejando
Beijar o teu coração;

Minha barriga crescendo...
Dias alegres passando...
E você em mim vivendo
Com o amor que vens ganhando;

São meses maravilhosos
Que jamais vou esquecer...
Quanto sonhos luminosos
Tive com o teu nascer;

segunda-feira, 16 de março de 2015

PALÁCIO DO PLANALTO

No palácio do planalto...
Toda a podridão reunida...
Planejando um novo assalto
Para cada doce vida;

Só babacas de gravata
Fudendo com todo o povo;
Assinando nomes na ata...
Cada um merece um ovo;

Merece um ovo bem podre
Para federem bastante;
Classezinha nada nobre
Sempre roubando o montante;

No palácio luxuoso
Bancado por todos nós...
Só arrogantes em gozo
Fugindo da nossa voz;

Eles são todos santinhos...
Santinhos de um pau bem oco;
Com seus falsos sorrisinhos
Merecendo um baita soco;    

segunda-feira, 2 de março de 2015

A MÁFIA MÉDICA

Unidos pelo dinheiro...
É a indústria que mais cresce...
Até fazer prisioneiro
O teu corpo que padece;

São consultas tão vazias...
Não sabem diagnosticar;
Suas palavras são frias
Pois não querem te curar;

Sociedade das mais belas...
Farmacêuticos e médicos;
Não curam tuas mazelas
Com seus métodos patéticos;

A medicina da doença
Suga toda a sua vida...
E você sempre na crença
Com sua alma já vencida;

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

COMO UMA CRIANÇA NOVAMENTE

Imagens da minha idade mais pura...
Dos meus anos de criança vangloriados;
Vislumbres dos meus tempos retratados
Em versos cheios de amor e ternura;

Meu sorriso corria em formosura...
Meus olhinhos vestidos com bordados
Magistrais eram tão bem cuidados...
Eram pérolas cheias de candura;

A alegria vestia o meu sorriso...
E eu corria e corria em direção
Ao mais maravilhoso paraíso;

Eu sentia no peito o coração
Bater tão mansamente... dando um riso
De criança vindo da alma em rendição; 

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

SEU MADRUGA

Preguiçoso e endividado...
O Madruga faz de tudo
E nunca paga o atrasado
Para o dito barrigudo;

Não gosta de trabalhar...
Ta sempre fazendo bico
Que é mais para disfarçar
E fugir da mãe do Quico;

Leva cada bofetada
Sem perder o bom humor...
Dona Florinda é pancada...
O vizinha sem amor;

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

GESTAÇÃO

Sejas bem vindo querido...
És parte de mim agora;
Receba o amor merecido
Dado a você de hora em hora;

Sei que tu podes me ouvir
Meu doce anjinho de luz...
Eu te amo, estou a sorrir
Pelo amor que nos conduz;

Pensamentos com amor
Da tua mamãe amada...
Vais receber com louvor
Nesta doce caminhada;

Entre tantas me escolheste...
Só tenho a te agradecer;
Meu amor tua alma veste
Da mamãe a te querer;

É um momento tão lindo...
Ter você dentro de mim...
Me deixa sempre sorrindo
Como as flores de um jardim;


segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

A FORMIGA DANÇARINA

O meu nome é Margarida...
Eu sou uma formiguinha
Que sonha com uma vida
Alegre de bailarina;

Tenho um lindo sapatinho...
Presentinho de papai...
Que me disse com carinho...
Dance filha, só não cai;

Parecia uma princesa
Sobre as pétalas de rosas...
Rodopiando com firmeza
As passadas mais formosas;

Sei que sou tão pequenina...
Mas danço como ninguém;
A minha alma se ilumina
Como a estrela de Belém;

Quero dançar lindamente
Nos palcos da natureza...
Dar este doce presente
Para os seres de pureza;