1 1
Home Quem escreve Meus livros Contato

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

SEU MADRUGA

Preguiçoso e endividado...
O Madruga faz de tudo
E nunca paga o atrasado
Para o dito barrigudo;

Não gosta de trabalhar...
Ta sempre fazendo bico
Que é mais para disfarçar
E fugir da mãe do Quico;

Leva cada bofetada
Sem perder o bom humor...
Dona Florinda é pancada...
O vizinha sem amor;

72 comentários:

Cidália Ferreira disse...

Bom dia Samuel
Fantásticos versos, amei.. :-)

Beijo, semana feliz.
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Bruxa disse...

rsrs não há como não rir ao lembrar desses personagens.
Abração e ótima semana meu querido.

Ivone disse...

Bom dia amigo poeta Samuel, que linda homenagem, foi muito bem aplaudido aqui na terra, com certeza será no céu, assim é a vida dos que deixam rico legado, ele deixou e você que é um bom poeta não se esquece das boas lembranças, poetizar é mesmo isso, ter conhecimentos abrangentes de tudo.
Abraços meu amigo sempre querido!

vendedor de ilusão disse...

Bem lembrado, e nada mais expressivo são teus versos...
Abraços, meu amigo poeta!

Mariangela disse...

Que bacana Samuel...você é perfeito em suas inspirações! Amei...valeu!
Abração amigo poeta!
Mariangela

Simone Lima disse...

Adoro aqui, seu poeta! Você é muito bom no que faz ;))

Bjoo'o

JAIRCLOPES disse...

Acróstico

Se não lhe apetece ele não trabalha
Então ficar no non fare niente prefere
Um dia e outro não move uma palha
Mas nada liga que nunca prospere
Assim sequer merece uma medalha.

Deixa pra depois o que não faz agora
Riem de sua falta de traquejo portanto
Usar de malandragem ele não demora
Gosta da boa vida, possui seu encanto
Apelos bem complicados ele elabora.

Laura Santos disse...

Esse Madruga, se madruga deve ser para ter mais tempo para preguiçar...:-) Não sabia quem ele era mas já fui procurar; personagem de uma série de televisão!
Gostei dos versos, muito engraçados, talvez como a personagem Madruga.
xx

Célia Rangel disse...

Lendo seus versos, vê-se a cena! Feliz a projeção da mesma em palavras!
Abraço.

Aline Thompson disse...

Oi, Samuca!
Gostei muito!
"Ta sempre fazendo bico" - são muito engraçados os episódios em que ele arruma os bicos! - Seu Madruga, homem do saco "Chapéu, sapato ou roupa usada, quem tem?", o Seu Madruga fotógrafo, barbeiro... =D

Vitor Costa disse...

Seu singelo e belo poema me fez lembrar daquela música do Seu Madruga, Samuel: "Seu Madruga se preocupa, pisa em cima do chapéu quando ouve falar em aluguel. Seu Madruga fica louco, Seu Madruga se atrapalha quando o Quico chama ele de gentalha, mas Seu Madruga é boa gente e assim vive contente, sem na vida perder a fé..."

Aline Teles disse...

Descreveste muito bem o Seu Madruga. Eis um personagem divertidíssimo. Ficou muito legal os seus versos. Beijinhos estalados.

Thamii Bumussi disse...

Olá, Samuel, tudo bem?
Mal conheci seu blog e já me deparo com um poema lindo desses, fora o "a formiga dançarina" o qual me encantou de uma forma tão direta. Você tem muito talento!

Beijos
http://parisnaestante.wordpress.com/

Rita Sperchi disse...

E que vizinha sem amor mesmo né Samuel, essa dona Florinda judia demais dele, mas que bonita homenagem a esse ator magrelo que fez dos seriados sempre o melhor
Gostei

Abraços com carinho!

└──●► *Rita!!

Fábio Murilo disse...

O Senhor Madruga era, na minha opinião, tão ou mais carismático que o próprio Chaves. Legal, Samuel

Carolina Botelho disse...

Meu personagem favorito, mas coitado ele até tenta trabalhar só que sempre alguma coisa atrapalha...
Bjão

Nanda Olliveh disse...

Rsrsrsrs essa foi ótima!
Seu madrugada sofreu muito, tadinho, rs
O programa Chaves é super legal, tanto tempo se passou, e parece tão atual...
Eu sempre achei super legal as confraternizações na vila, enfim... é sempre ótimo vir aqui, e conferir seus escritos...

Beijossss Samukaaaa

Nanda disse...

Legal ver que tu continua fazendo versos sobre os personagens da vila do Chaves :)
Seu Madruga continua sendo um ícone... se ele estivesse vivo, veria o tanto de fãs que tem ainda hoje pelo mundo afora.

Tais Luso disse...

rs, o que surpreende é que ele encanta as crianças e os adultos! Você sempre atual, Samuel! É ótimo vir aqui, não faltam novidades...
Um beijo!

Janaína de Souza Roberto disse...

Que poema bacanudo. Viva o Seu Madruga! rs

Beijocas,
Blog | Youtube | Instagram

Ariana Coimbra disse...

Nossa Samuel, eu adorei a homenagem ao seu madruga.
Ficou engraçado e instigante.

Beijo

Elzenir Apolinário disse...

Ei, retribuindo a visita....Muito lindo, seu blog. Sigo-te!!!Abraços

Lu Nogfer disse...

Dona Florinda é mesmo
uma vizinha sem amor,
mas se derrete toda
quando chega o professor

Seus poemas dão vontade de rimar.rs

Lindo, poeta!

Beijos!

Just Mila disse...

O seu madruga apanha muito tadinho.
Ficou perfeito seu poema!
Bjs

http://achadosdamila.blogspot.com.br/

Ricardo- águialivre disse...

Poema perfeito
Deixo cumprimentos

Carol Russo S disse...

Eu gostava tanto do seu Madruga... Ele realmente me cativava. E como disse nosso querido Fábio, ele era tão ou mais carismático do que o próprio Chaves, sim. Bons tempos!!!

Lucy Mara Mansanaris disse...

Boa tarde Samuel.
Sabe que eu curtia muito, não tinha muito tempo para assistir, mas quando dava, adorava... Teus versos não conhecem fim, parabéns pela inspiração... Um abraço amigo...

Elyane Lacerdda disse...

Olá,amigo poeta!
Eu sempre assisti e sempre adorei pela inocência e morria de rir com meus filhos!
Obrigada por me fazer lembrar!!!!
Bjus,Samuel e ótimo final de semana!
http://www.elianedelacerda.com

Bia Hain disse...

Olá, Samuel! Confessso que nunca fui muito chegada a Chaves, mas lembro o quando minha filha gostava de assistir com o avô. Ainda assim, todos conhecem os personagens, incrível, não?
Todo o meio de entreter e fazer rir é válido. Um abraço!

Luria Corrêa disse...

Tanto bom humor em tão poucos versos. Ainda assim teu escrito se curva em maioria ao teu estilo. E eu adorava assistir. Sempre achei tão curioso o Madruga ter este nome e justamente ser o que parece não fazer muito...
Não imaginava que gostava de AC/DC! Tenho parte da discografia, logo procuro pelo resto.
Se quiser me ajudar (hehe) meu e-mail é luriacorreamartins@hotmail.com

Bom fim de semana e obrigada!
Abraço, Samuel.

Rita Sperchi disse...

Bom domingo

└──●► *Rita!!

vendedor de ilusão disse...

Olá, Samuel!
Espero que estejas bem.
Abraço, meu amigo.

Lucas - Blog: Overture disse...

Muito bom. O Madruga é um estabanado para muitas coisas. Para outras tantas, um velhaco. Para ainda outras, um covarde! Tudo perfeitamente retratado no poema! Abraçossssssss

Lívia Apetitto disse...

Oi meu amigo querido,
passando meio sem jeito,
a saúde é aparência,
sinto muita dor no peito...

Ando cansada, sem alegria,
mas bem diferente do madruga,
no seu dito ele é um vagabundo,
posso errar se dele fazer o julga...

As razões de alguns,
está contido no interior,
embora nada justifique,
a vida parece sem sabor...

Veja lá dona Florinda,
dizer vivente sem amor,
será que do amor conheceu,
talvez explique seu dissabor...

Nem sempre pontos se resolvem,
agressores fazem jus a reação,
pacíficos, com ações são nobres,
e assim se evita a contradição...

Não sou agressora, mas rebelde,
é de uso meu quanto a defensiva,
na calmaria com Deus busco suporte,
mas na deriva, esqueço tudo, sou arisca...

Por aqui vou encerrando,
perdoa pela minha falta,
demoro sei disso, mas retorno,
logo que nas ondas encontro calma...

Fica na paz você.

Grande e estalado beijo

Livinha

Bruxa disse...

Bom dia, Samuel!
Vim voar aqui pra deixar um esmagadinho abraço pra vc.
Lindo dia!

Leidiana Pereira disse...

Amo seus versos meu amigo!!
E esse eu ri com as estrofes coerentes ao seriado e ao Seu Madruga, adoro ele! kkk
Beijos. ♥

Diário da Lady

Aline Thompson disse...

Oi, Samuca!
Tudo bem?
Fico muito feliz e lisonjeada por você gostar das minhas narrativas! Eu sou teimosa e insisto em escrever esses contos!
Eu já desisti faz tempo de dar vida a versos! Mas logo você vai estar "na minha cola", escrevendo seus contos! Desconfio que tenha uns bons já na gaveta!
Quanto aos palavrões - Eu passei cinco anos sem um palavrão no meu blog! Acho que usar uma linguagem 'chula' soa grosseiro quando o palavrão é gratuito. Mas dentro do contexto, na fala do personagem...
Não sou muito fã de Legião Urbana, mas acho que 'Faroeste Caboclo' é um bom exemplo - na música tem uns dois ou três palavrões bem 'cabeludos', mas bem contextualizados - afinal, quem é que tá morrendo com um tiro nas costas e diz pro atirador "olha pra cá, seu bobão..."?
Quanto à comida aqui no Rio... Tem uns lugares com boa comida! Por exemplo no meu bairro tem um restaurante libanês, que eu adoro os lanches (as esfirras mais deliciosas do planeta) e também dos cardápios de almoço P= Mas a 'comida de interior' é mesmo muito boa! ^^
Acho que você vai gostar do capítulo final da Noite Maldita 5! Ansiosa para ler seu coment!
Sentindo falta de um novo poema!
...beijinhos***

Marli Terezinha Andrucho Boldori disse...

Olá querido, Samuel,que beleza de poema e com rimas lindas.Seu Madruga, é um presente para jovens , crianças e os mais velhinhos, rsssssssss. Belíssima homenagem ao homem que sofre para que nós possamos dar belas e boas gargalhadas. Tenha um lindo final de semana. Grande abraço!

Smareis disse...

Samuel querido amigo, tudo bem?

Estava com saudades!

Uma beleza seus versos. Uma homenagem divina ao seu Madruga. Eu adorava assisti, pena que nos dias de hoje as crianças estão mais ligadas em redes sociais, jogos online do que serie infantil. Na verdade a série sempre foi assistida por todas as idades. O Seu Madruga pra mim era o mais engraçado. Era um grande ator.

Deixo um beijo e um punhado de sorrisos.
Um excelente final de semana!☺

Reflexos Espelhando Espalhando Amig disse...

Lindo poema!
Amo seus versos.
Bjins
CatiahoAlc.

Lindalva disse...

Só tu meu donzelo para arrancar um sorriso meu nesta madrugada... Mas também não é momento para choro :-) Hora de começar o Top Blogueiro e estou esperando por tu na Ilha... Um enorme beijo no coração.

PS: tou em falta contigo meu Poeta, mas a vida fora da tela nos últimos tempos tem me sufocado, mas breve sentaremos e trocaremos carinhos :-*

NLC POESIAS disse...

Muito lindo teus versos querido poeta, e penso em quantos senhores Madrugas não existam nesse nosso país, vivendo de bicos, e levando bofetadas da vida . adorei sua sensibilidade, bjssss

Gracita disse...

Olá Samuel
Quantos personagens como ele existem? Sempre fazendo bicos e fugindo das vizinhas violentas. Um poema com excelente toque de humor. Sua sensibilidade é genial. Parabéns
Um abraço

Lidiany disse...

Muito bom teu blog. Gostei da menção ao seu Madruga, iguais ele existem muitos. Abraços

Tétis disse...

Olá Samuel,
Já sabia da sua existência através da amiga comum Lindalva mas a participação no Top Blogueiro 2015 deu-me a oportunidade de conhecê-lo e a este seu blog magnífico onde a poesia é rainha.
Gostei bastante deste poema, que considero bastante bem humorado e muito expressivo. Aqui em Portugal esse "Seu Madruga" não é conhecido mas, decerto, cá também existirão muitos "seus Madrugas".
Vou de imediato registar-me como seguidora deste blog que virei em breve conhecer melhor. Entretanto terei muito prazer em recebê-lo no Farol, o blog que compartilho com mais dois amigos.
Beijinhos

Moon Girl disse...

Olá Samuel. Tive conhecimento da existência deste seu cantinho através do blog da amiga Lindalva, porque também estou a participar no Top Blogueiro 2015. Gostei muito do seu poema com muito humor. Espero pela sua visita no meu cantinho Moon Girl. Será muito bem recebido.
Beijinhos

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Olá Samuel,perdão o atraso da minha visita,mas somente agora estou começando visitar os amigos,após as minhas férias.
Adorei seus versos sobre o seu.Madruga.
bjs e um ótimo domingo.
Carmen Lúcia.

Cláudia Forte disse...

Boa tarde! kkkkkkkkkk... amei! passadinha para conhecer o seu espaço. tenha um domingo fabuloso! beijo enorme!

Meus rabiscos disse...

Menino poeta, sua poesia é linda existem muitas pessoas desse tipo, preguiçoso e caloteiro, tbm como D.Florinda desprovida de amor.
Parabéns menino consegues fazer nos ri, mesmo quando na verdade ñ era o que queríamos.

Bjss e fica com Deus

Patrícia Pinna disse...

Bom dia, Samuel.
Ficou engraçado como não poderia deixar de ser este poema.
O seu Madruga é um personagem bem pitoresco e encontramos aos montes por aí.
Do mesmo modo, encontramos as vizinhas sem classe e dizendo que o são como a D. Florinda.
Tenha uma semana de muita paz e luz e um excelente mês de Fevereiro.
Beijos na alma e fique com Deus.
Saudadeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeees!

Alessandra Santos disse...

Olá!
Nossa ficou super legal!!!!
É algo que nos remete à infância!!!!
Linda Semana!
Um super bjo!

Alê - Bordados e Crochê
Fã Page

Silvana Haddad disse...

Samuel:
Você conseguiu retratar com doses de humor, personagens da ficção que também fazem parte do mundo real.
Abraços:
Sil

Just Mila disse...

Passando para te desejar uma ótima semana, Samuel!
Bjs

http://achadosdamila.blogspot.com.br/

serra de alencar, gabriela disse...

Que poema divertido! Fez relembrar muitas tardes assistindo Chaves. Boa semana.

Aline Teles disse...

Passando para agradecer a vista. Estava com saudade do seu cantinho. Beijinhos.

Kaka Stelê disse...

Oi Samuel saudades :)
Ficou muito legal o soneto ao Seu Madruga hehehe merecido depois de tudo que ele passa né!
Hoje o episodio por aqui foi dele lembrando os tempos que lutava boxe e revendo o álbum de fotografia.

Beijão querido poeta *-*

Dorli disse...

Oi Samuca, terminei de ler seu livro: genial
Beijos
Lua Singulsr

Rute disse...

Sam, que dez ficou a poesia do seu Madruga. Enquanto lia a minha remetia as imagens dos transcritos.
Parabéns, grande beijo

Sonia Tolfo disse...

Passei para te dar um abraço, conhecer teu blog e quero dizer que teus versos são lindos, adorei a poesia Gestação, cheia de sentimentos1
Abraço!
Sonia

Carol Russo S disse...

Samuel, o que aconteceu que você não postou essa semana? Tá tudo bem?

Lindalva disse...

O meu poeta não postou e nem apareceu na brincadeira da Ilha, porisso meu querido estou aqui para te avisa que hoje Hoje a meia noite se encerra o prazo para tu indicar um internauta para o blogueiro de ouro, lembrando que é genérico o termo, pois pode ser indicado uma menina ou menino  caso não indiques até meia noite serás desligada da brincadeira do TOP Blogueiro pois esta eleição é parte integrante da brincadeira. Beijos no coração.

Espero que tudo esteja bem ai do outro lado e que este teu silêncio seja teu trenzinho sem carvão... Xero!

Evanir disse...

Estou aqui para deixar um carinhoso abraço ,
também desejar um feliz e abençoado final de semana.
Estou feliz em estar em sua companhia no blog da Lindalva.
Pora seras sempre Um Rei..

vendedor de ilusão disse...

Olá, meu amigo Poeta! O que há, que não vejo mais as tuas brilhantes postagens? Dê notícias...
Abraço.

Rita Sperchi disse...

♪ ♫ ♪ Por onde anda você
que saudade me da ♪ ♫ ♪
Bjusss
Volta logo

Rita

Dênis Girotto de Brito disse...

Muito bom seu blog, Samuel. Conteúdo espetacular! Já adicionei em minha lista de leituras. Abraços!

O Poeta e a Madrugada

Dênis Girotto de Brito disse...

Muito bom seu blog, Samuel. Conteúdo espetacular! Já adicionei em minha lista de leituras. Abraços!

O Poeta e a Madrugada

Lindalva disse...

Boa noite meu amado A 3ª e última fase da brincadeira do Top Blogueiro já começou e tu uma das finalistas, então perca tempo e corre pra Ilha kkkkkkkkkkkkkkkkkk Calma pode ir andando pois temos tempo e não esqueça de depositar teu votinho na Urna para escolher o Blogueiro de Ouro e vamos que vamos que a festa e o carnaval não tarda chegar :-) Beijos doces no coração.

Vera Lúcia disse...

Olá querido Samuel,

Fiquei super feliz ao revê-lo. Sabe que eu já estava com saudades de sua ternura e de seus belos sonetos?
Li os três anteriores (Gestação, A Formiga Dançarina e Desordem Mental). Gostei demais!

Quando ao Sr. Madruga, uma bela homenagem a esse personagem incrível. Quem sabe e conhece tudo sobre o Chaves e seus personagens é o meu irmão, que continua atento às reprises da série.
O soneto ficou divertido e adorável.

Ótima tarde de domingo. Por aqui, com aquela chuvinha...

Beijo.

Clau disse...

Oi Samuel \o/
Adorei sua homenagem ao seu Madruga;
os versos são perfeitos, divertidos e lindos!
Cresci assistindo a turma do Chaves, e até hoje, não canso de ver.
Bjs e uma semana de paz!

Donetzka Cercck Lavrak Alvarez disse...

Boa noite,querido amigo Samuel.
Essa homenagem com seu poetar magnífico ficou linda e verdadeira.
Seu madruga faz muita falta.

Obrigada pela visita,querido amigo.

Um domingo radiante de paz e amor

Beijos

Donetzka

Ivone disse...

Meu querido amigo Samuel, estava com saudade de você!
Amei te receber lá no meu espaço!
Deixo aqui um abraço bem apertado!

may lu disse...

Doce noite querido! Gostei demais desse poema. Trouxe-me uma gostosa sensação ao relembrar das gargalhadas espontâneas que dei assistindo essa série... Pena que tudo passa!! Hoje em dia poucas crianças tem esse prazer, estão mais preocupadas com outras coisas... Nem um pouco produtivas por sinal.
Bjs no coração e até mais...