LAPIDANDO VERSOS

Home Quem escreve Meus livros Contato

segunda-feira, 1 de junho de 2015

A BORBOLETA

De flor em flor borboleta...
Vais brincando de bailar;
Te misturas a violeta
Quando decides parar;

De asas multicoloridas...
De voo suave pelo ar...
Vais embelezando vidas
Que se pegam a te olhar;

Pequena borboletinha...
Acompanho o teu passar...
Passas sempre na tardinha
Com pássaros a cantar;

Flutuas divinamente
Nas brisas da primavera...
Encantando docemente
O coração que acelera;

És tão livre nas alturas...
Com seu par bem ao ladinho...
Ouvindo todas as juras
Da natura com carinho;

35 comentários:

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Oi Samuel,como amo as borboletas e toda a natureza.
Adorei.
Bjs e uma ótima semana.
Carmen Lúcia.

Ana Bailune disse...

Bom dia, Samuel.
Bonitos e delicados versos!
Gostei do visual do blog.

Bell disse...

Samuca

Que poema mais fofinho rs....

bjokas =)

Josélia Micael disse...

Olá boa tarde amigo!
Mais um poema lindo!...
Um tema interessante e mimoso...!
Adorei! BEIJO CARINHOSO, AMIGO EM CRISTO. PARABÉNS PELOS SEUS LIVROS... DEVEM SER MUITO BONITOS DE CERTEZA!

Josélia.

Cidália Ferreira disse...

Lindo e leve como uma borboleta.. Amei

beijinhos
Óptima semana
beijo

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Larissa Fonseca disse...

Sempre que vou ao sítio da família, onde tenho contato pleno com a natureza, gosto de observar o voo das borboletas... A variedade de cores, tamanhos e formatos de asas que eu vejo é impressionante! Todas lindas, claro. A natureza não decepciona. Nem seus poemas.

lua singular disse...

Oi Samuel,
Poema singelo como o voar da borboleta.
Boa segundona
Um beijo

Mi F. Colmán disse...

Oi poeta das asas douradas! Demorei, mas cheguei. :))))
Como borboleta vim sobrevoando aqui.
Sabe, as borboletas para mim possuem um significado pessoal e único. Tem a ver com a liberdade de sair do casulo e voar. Ser quem realmente sou e procurar ser amada deste jeito, apesar dos preconceitos.
Lindos teus versos, como sempre.
Beijos e até sempre!

Rivotril com Coca-Cola

Aline Teles disse...

Eu sou apaixonada por borboletas. Adoro ficar observando-as. Adorei o poema. Elas são inspiradoras, não é mesmo? Beijinhos estalados.

Clau disse...

Oi Samuel, boa tarde!
Elas tem uma vida tão curta,
e são tão lindas e coloridas...
Amei os versos dedicados à borboleta!
Bjs!

Adriana Helena disse...

Oi Samuel, como vai poeta?
Ah, que lindo acompanhar os seus delicados versos sobre as pequeninas borboletas...
Creio que até então, ainda não havia lido algo assim em seu cantinho especial...
Elas são tão suaves não é?
E as cores? Cada uma mais linda do que a outra! Particularmente gosto das azuis por serem mais raras...rsrs
Passam voando calmamente, sentindo o doce perfume das flores!

Lindo como sempre amigo!
Obrigada!
Desejo a você uma ótima semana, de muita suavidade!
Beijinhos! :)))

Fábio Murilo disse...

Todos os seres da natureza são poemas, são esculturas, criações do grande escultor do universo. É nós sua imagem e semelhança, seres criativos, inventivos, criativos.

Edna Sa disse...

Lindo, lindo,
como nao adimirar as borboletas e os seus versos? isso tudo encanta...
beijos,
saudades...

Poesias de serena disse...

Versos lindos e suaves como as borboletas...adorei!
Belo blog e mais belos ainda são teus versos. Parabéns!
Serena.

Carol Russo S disse...

Ah, eu adoro borboletas, são tão leves, coloridas, singulares. Como você ressaltou, "são livres nas alturas".

Lindo querido amigo, beijos, ótima semana...

Meus rabiscos disse...

Boa noite! Como sempre lindo! E como amo borboletas,me apaixonei!
Parabéns! Cada vez melhor.
Bjsss

Isabela Brandão disse...

Boa noite, Samuel! Estou viciada em seus poemas. Eles são realmente lindos e este então é dotado de delicadeza e doçura. Sucesso!
Beijos
Isabela Brandão

Tais Luso disse...

Querido amigo, tão delicado e belo poema! Não é por nada que as borboletas enfeitam obras de arte, bordados mil e na natureza dão um show de delicadeza, de cor e de harmonia. Só não gosto de vê-las naquelas coleções que os 'americanos' adoravam fazer, lembra? Coisa de mau gosto...Pra quê?
Beijos, uma linda semana!

Gracita disse...

Olá Samuel
Um bailado pleno de encantamento e ternura
Belíssimo tecido poético
Beijos

Vivian disse...

...garanto que as borboletas
bailaram com seu poema!

gostoso ler você, Samuel!

bjokas e desejos de uma ótima semana!

Mary disse...

Um "Ser" lindo, que sempre será uma linda inspiração para os poetas comporem seus lindos versos!

Bjos meu amigo Samuel, Saudades!!!

NLC POESIAS disse...

Lindos demais seus versos Samuel, como toda sua obra, repleta e inspiração, sensibilidade e beleza. Parabéns sempre, bjs

Aline Thompson disse...

Oi, Samuel!
Amei! Amo borboletas! São lindas e graciosas!
Adoro todas as metáforas que veem delas - de transformação, de transformação que vem do interior, sobre alma... Ver uma borboleta é algo que me alegra muito!
Uma vez escrevi uma história - história fofa, insperada em lembranças da infância, sobre a "Borboleta Gracilda" - se quiser, quando tiver tempo (é grandinha, daquelas minhas de 4 capítulos), dá uma olhada nela! http://odiariothompson.blogspot.com.br/search/label/Gracilda
...beijinhos***

Priscila Rubia disse...

Lembrei-me do grande Rubem Alves a dizer: Não haverá borboletas se a vida não passar por longas e silenciosas metamorfoses.
É, antes de algo ser colorido e bonito a enfeitar de dança e movimento o ar, essas bailarinas dos jardins foram lagartas. Rastejantes.
Teceram casulos.
Quebraram casulos.

Para só assim serem livres nas alturas a ouvir juras da natura...
As borboletas ensinam que a vida é um processo... e muitas vezes doloroso processo... que não nos impedem de metamorfosearmos em asas e cores.

Sempre leve, o Samuca.
Olá
=)

Mariangela do Lago Vieira disse...

Linda poema Samuel.
Amo a leveza e a pureza das borboletas!
E como é bom ser livre!
Beijos,
Mariangela

Poções de Arte disse...

Elas enfeitiçam quando ficam batendo suas asinhas de flor em flor e conhecendo os segredos de onde pousam.
Belos versos - levinhos...

Quer dizer que o frio que não gosta chegou com tudo por aí? Por aqui ontem estava 16 graus e muitos reclamando já, mas eu gosto.
Hoje já está mais quente e o solzinho tenta quebrar o cinza do céu (não sei se conseguirá). Mas eu gosto do frio, da garoa, então... eles são bem-vindos sempre por aqui.
Se aqueça por aí... vcs fazem marshmallows também? Ia ser legal...

Abração e ótimo dia.

Marina Scholze disse...

Que amor <3 Legal, a minha aula hoje era sobre borboleta. :)
Beijos
http://omundode-marina.blogspot.com.br/

Lucas - Blog: Overture disse...

Na minha adolescência, namorei à beira de um rio que estava, naquele momento, inundado de borboletas de todas as cores. E uma azul me chamou especialmente a atenção. Teu poema traz a beleza desse sentimento de natureza, encantamento e amor. Belo. Abraços, meu amigo!

Lavínia Carvalho disse...

Lindos versos Sam, ♥_♥ elas são tão leves, frágeis e livres para voar por aí, espalhando cor por onde passa :) (as vezes queria ser como uma borboleta, risos) Boa noite! Beijos

Vera Lúcia disse...

Olá querido Samuel,

Pude visualizar a cena da borboleta bailando de flor em flor. Cenário de encantar.
Beleza de soneto!

Beijo.

Leidiana Pereira disse...

Acho linda as borboletas e a forma de como algumas lagartas se transformam nelas.. acho incrível! <3
Beijos. ♥

Diário da Lady

Lu Nogfer disse...

Oi de novo Samu!

Que doçura de versos meu querido. Eu amo as borboletas.

Beijos e até sempre, doce amigo.

Mary disse...

Passando para te desejar um abençoado domingo!!

Bjos

Donetzka Cercck L. Alvarez disse...

Que lindo seu poema,querido amigo Samuel.Esses seres de Deus vivem tão pouco e nos trazem essa beleza .Poetar doce como seu coração,querido amigo poeta.

Fiquei feliz ao ler seu comentário hoje,sábado,no meu espaço.

Aquele site que você via foi banido por mim com uma simples extensão que coloquei no Chrome.

Um feliz domingo e Dia dos Pais!

Beijos sabor carinho

Donetzka

ANGELA PASTANA disse...

Adorei sua visita e comentário no meu blog. Seu poema é maravilhoso feito para borboletas que tão pouca vida têm. Uma ótima semana.