LAPIDANDO VERSOS

Home Quem escreve Meus livros Contato

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

PERFUMES AROMÁTICOS

Perfumes aromáticos e puros,
De mulheres sensíveis e medrosas.
Perfumes virginais de belas rosas,
Despidas aos meus olhos tão escuros.

Pureza das purezas, ó sussurros
Doces de virgens tão maravilhosas,
De flores raras e tão deleitosas,
Sentadas a cantar nos altos muros...

12 comentários:

Cidália Ferreira disse...

Saudades!
Amei!!

Beijos e um excelente dia.

Larissa Santos disse...

Adorei =))

Hoje:- Serenata em telepatia
.
Bjos
Feliz Terça-Feira

Adriana Helena disse...

Olá Samuel, poeta querido!
Quanto tempo, tudo bem?
Seu cantinho poético está diferente, mudou as imagens, tornou-se mais leve!

Ahhhhhh, e os poemas continuam belíssimos, de extrema sensibilidade!!
Lindo poema o de "Perfumes Aromáticos", com frases tão delicadas...
Parabéns poeta, por estar sempre tão inspirado!!
Sua fonte é inesgotável!!!

Adorei estar aqui!!
Um grande beijo e uma semana maravilhosa!! :)))

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Sempre impecável em palavras Samuel!
Bjs-Saudades.
Carmen Lúcia.

Ivone disse...

Lindos e delicados versos, como sempre, sua inspiração é impar!
Amei ler querido amigo Samuel, estava com saudade de você!
Abraços apertados!

Bandys disse...

Uma inspiração perfumada.
Adorei, delicadezas sempre são bem vinhas.
beijos

Tais Luso disse...

Olá, querido amigo!! Que bom ver você de volta postando lindos versos que lhe saem da alma!
O Blog está lindo!
Inconfundíveis versos, sempre de muito bom gosto e beleza literária.
Um beijo, Samuel, e tudo bem com você???
Uma boa semana muito inspirada, ok?

Smareis disse...

Boa noite poeta! Quanta saudade meu amigo.
Minha pausa no blog se alongou um pouquinho mais, por isso minha ausência por aqui.Tudo bem com você!
Poema brilhante, lindamente escrito.Linda inspiração!
Um beijo, um abraço e um sorriso.
Bom mês de março!
Ótima semana!

Denise Sayuri disse...

ahh os varios aromas desse mundo quando comparados ao de alguém que se ama, o que é senão apenas aromas comuns...

boa noite meu grande amigo poeta, ando ausente mas sempre que tenho inspirações volto a escrever ...

may lu disse...

Olá Samuel,
Que bom mergulhar na delicadeza desse poema... sensibilidade a escorrer pelas pontas dos dedos como sempre. Amei!!

Bjos no coração!!

Helena Rodrigues disse...

A tua sensibilidade é sempre encantadora, querido poeta!

Beijos! ;)
Blog: *** Caos ***

Sissym Mascarenhas disse...


E na pureza de cada mulher sensível, na doçura da virgem e no encanto sedutor de um bom perfume, penso que é a inocência a nota principal que faz o poeta escrever.

Bjs