LAPIDANDO VERSOS

Home Quem escreve Meus livros Contato

segunda-feira, 6 de maio de 2019

A ESPIRAL DA VIDA



Espirais de luz das fontes divinas,
Plasmando as formas das vivas criaturas.
No fluir de energias cristalinas,
Germinam as sementes tão mais puras.

Sopro celeste envolto em cores finas,
Pó cósmico de estrelas e canduras,
Brilhos eternos, luzes peregrinas,
Fulgurando em jardins reais as escuras.

Neste espiral celeste primordial,
A vida se faz vida ao natural,
Vibrando sustentada em energia.

A vida se transforma em pura luz,
Orquestrada na mente que a conduz,
Vestida tão somente de alegria.

5 comentários:

Ana Bailune disse...

Uma linda história sobre a vida.
Gostei!

Josélia Micael disse...

Boa noite amigo Samuel!
Parabéns, um soneto maravilhoso, adorei!
Espero que esteja tudo bem consigo, e todos os seus amados!
Beijo de fraterna amizade!
Que o Senhor vos Abençoe. Seja muito FELIZ [..]

Unknown disse...

Belíssimo poema querido amigo Samuel,Espiral da Vida. Um dos mais lindos seu.

Neste espiral celeste primordial,
A vida se faz ao natural,
Vibrando sustentada em energia.

Parabéns! Muito inspirador.
Muito obrigada pelo carinho em meu cantinho.

Eu também ando sumida devido ao corre, corre da vida, aparecendo quando posso.
Beijos e excelente semana.

Tais Luso disse...

Que lindo teu poema, querido Samuel!
O melhor da vida é deixá-la correr ao natural e com simplicidade. Nós, os humanos, somos muito complexos, muito complicados e tudo damos uma dimensão grande demais, fora do tamanho normal.
Beijo, amigo, uma linda semana pra você!

Anônimo disse...

Sempre este espetáculo de poeta. Quanto tempo não passeio nos blogs por faltar tanto tempo em nossas vidas.
Outrora eu viajava em os caminhos voltados a tudo neste universo...hoje sou ausencia triste sem dias vivificados.

Parabens meu belo poeta a por ser voce mesmo...continua em tua jornada.


Bjos mil Cristal