LAPIDANDO VERSOS

Home Quem escreve Meus livros Contato

segunda-feira, 23 de junho de 2014

ZUMBIS

A matrix chamada terra
Sabe bem moldar zumbis...
Faz tantos quererem guerra
E ficar pedindo bis;

Nas ruas pessoas vazias
Caminham sem direção...
Buscando por alegrias
Que não sente o coração;

Não querem carne humana...
Querem só tecnologia;
Pobre geração insana
A correr desta poesia;

Vamos lá pessoal, em fila
Para ganharem o chip...
Não querem vida tranqüila
Como a daquele astro vip!...

Zumbilândia moderna...
E não querem despertar...
Rastejam com uma perna
Brincando no celular;

55 comentários:

Ana Bailune disse...

E em mesas de restaurantes, cinemas, parques... famílias "reunidas", cada qual com seu aparelhinho. Só se falam quando é para posar para uma foto que querem colocar no Facebook. Daí aparecem todos sorrindo, muito "felizes."
Abraços, Samuel.

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Oi Samuel,é somente isso que vemos
zumbis em toda parte.
Amigo,não estou conseguindo visualizar os amigos com as postagens novas no painel,somente dá para entrar pelo Google ou àqueles que são os meus favoritos como você.
Tenho postagem nova e não sei se irá sair.
bjs
Carmen Lúcia.

Mari disse...

Oi,Samuel
Pois é,assim caminha a humanidade!Involução pela evolução!Quanto mais cresce em tecnologia,mais se afastam dos verdadeiros valores!Há que mudar isso.Espero!Adorei a forma com que tratou o assunto.
Grande beijo!

Bia Hain disse...

Oi, Samuel, como vai? Puxa, sempre me pergunto onde está a inteligência quando se reduz à tecnologia. Gosto, acho interessante, mas não se pode esquecer que o ser humano é feito de trocas, de sentimentos, de sensações... fazer um paradoxo do que importa pra vida, de fato. A tecnologia traz uma satisfação efêmera. Um abraço!

Bruxa disse...

rsrs fiquei visualizando as cenas que ocorrem aqui nas sextas. Há uma feira em uma das avenidas que desemboca aqui na principal. E logo o cedo o trânsito é caótico, obrigando todos a descerem dos coletivos e marcharem a pé até o metrô - verdadeiro caos. A questão é que vira um mar de gente tornando até difícil quem quer seguir em outro sentido e muitos segugem "zumbizando", andam sempre com o celular à frente, sem se darem conta do que os cerca, trombando nas pessoas e ainda achando ruim por atrapalharem suas "pesquisas" em redes sociais.
Acho que nunca vou deixar de me espantar como as pessoas "precisam" trocar de tecnologia tão rápido, mesmo sem necessitar. Os celulares fazem de tudo, menos falar com outras pessoas, afinal, nunca se tem crédito pra isso, já percebeu????
Que sua semana seja cercada de muitos vivos, tornando-a quentinha.
Abração esmagador e até sempre.

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Um poema caricato da nossa triste realidade. Mexeu muito.
Beijos, Poeta, e bom dia,
Renata

Bandys disse...

Ola Samuel,
Cheguei!! Mas uma bela poesia dos tempos robóticos.
Me lembrei de vc. realmente é outra vida. Tava um friozinho sem chuva.
Sem celular, computador nada disso. era só natureza. muito legal mesmo.
Talvez eu volte em setembro, tomara, rss.
Sobre os videos claro que vc pode mandar. Vc ainda tem o meu e-mail??
Desejo uma super semana com muita paz e luz.
Beijos

Dorli disse...

Oi Samuel,
Agora que já estou mais velha gostaria de morar num casebre à beira de um rio, mas tenho medo dos bichos da floresta.
Assistiu ontem o fantástico?
Beijos
Lua Singular

Nanda - Arca de Rabiscos disse...

Hehehehe, todo mundo conectado na tecnologia... tanto que tem gente que às vezes esquece de dar atenção às pessoas ao seu redor.
Boa semana, Samuca!! Um abraço!

Miguel disse...

Miguel21 de Junho de 2014 às 20:30

Meu caro Samuel
Obrigado pelo tão pronto retorno.
"SÓ" sabe escrever poemas??? E acha pouco? Eu, que gosto imenso de poesia e não tenho o mínimo jeito para versejar... considero que é um talento especial.
O italiano é uma língua que se aprende com muita facilidade. Se você se dispuser a isso fá-lo "com uma perna às costas" - como dizemos em Portugal.
Realmente o seu ícone não aparece entre os meus seguidores... Tente de novo, às vezes o sr. Google prega-nos partidas :)
Um abraço, meu amigo, e apareça sempre - no dia 24 há novo post.

AMANHÃ, DIA 24 DE JUNHO, APARECE NOVO POST.
CONTO COM A TUA PRESENÇA.
OBRIGADO DESDE JÁ.

Cidália Ferreira disse...

Ai jesus Samuel.. Looool Mas, gostei de ler, :-)

Passo para desejar uma excelente semana.

Beijo

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Patrícia Pinna disse...

Boa tarde, Samuel, querido.
Eu acredito que tudo em excesso faz mal, tem de se ter uma noção, um equilíbrio, mas é claro que as pessoas quase não conversam, não se olham e tocam, seja por causa da internet, ou do celular, que alia as redes sociais no mesmo.
É complicado.
As únicas horas que estamos conseguindo melhor nos falar, é justamente na hora das refeições, apenas isso.
Quase o dia todo, é a net.
O celular tira a tenção do que deveria ser realmente importante.
Celular para mim, serve para o que realmente é importante, falar.
Não descarto a sua eficiência, mas não sou escrava dele, mas fácil, ser da net.
Quando vejo que está demais, tiro o meu tempo e pronto.
Sou uma pessoa, com obrigações e direitos, uma vida, e preciso vivê-la, até mesmo na ociosidade do descanso, que faz bem.
Infelizmente, existem muitos "zumbis", amigo querido.
Amei.
Tenha uma semana de paz!
Beijos na alma.

http://refugio-origens.blogspot.com.br/2014/06/amplidao-do-pensamento-by-patricia-pinna.html (blog onde colaboro nos dias 09 e 23 de cada mês)

http://redescobrindoaalma.blogspot.com.br/ (blog pessoal)

http://carinhosemselosdosamigos.blogspot.com.br/ (blog pessoal)

Fábio Murilo disse...

Interessante essa analogia, Samuel. Eu particularmente só uso o celular em raras ligações para falar e receber. Também me espanta esses exageros. Abraços.

Evanir disse...

Meu amigo Samuel..
Venho agradecer o carinho por ter entrado no meu blog
tudo esta dificultando para uma nova casa,
porem espero com resignação .
Fico triste por encontrar dificuldade para acessar meu blog
acredito ser mesmo problema com a internet .
Enfim me dou por feliz e ser sua amiga a tanto tempo.
Gostei muito do seu poema ..
Amigo as coisas estão complicando cada dia mais
conheço gente que liga o pc direto no face assim que levanta
e vc liga o assunto é face um lugar onde entro muito pouco,
pois ñ vejo nada de bom nisso , mais quem sou eu para criticar .
A única coisa que sinto é nos dias de hoje os blogs
já perderam muito do seu encanto.
Sua postagem esta excelente abre os olhos de muita gente que deixaram
antigas amizades para morar no face.
Obrigada meu bom amigo pelo carinho.
Feliz semana beijos.
Evanir.

Carol Naiara disse...

Olaa,muito obrigada por ter dado uma passadinha no meu blog e dado a sua opinião,adorei!
Acho que todos estamos virando zumbis e zumbis bem chatos na verdade hahaha.
Parabéns pelo blog,nunca pare de escrever.
Bjj

ღ Miih...ღ disse...

Boa tarde meu querido amigo, sabe eu acho que tudo é uma questão de bom senso.
Tudo que é demais nos faz mal.
Dosar seria o ideal né? !

Beijos meus e uma linda semana p ti

Aline Teles disse...

Eu confesso que tenho um aparelho de celular. Aliás, para minha profissão é mega importante ter um celular. Contudo, eu também uso para outros fins, MAS sem esquecer das minhas relações interpessoais e dos meus outros afazeres. Eu concordo com você em relação ao exagero. Há pessoas que esquecem de se comunicar com a pessoa ao lado, pois estão fixadas no celular. Na minha opinião, o que falta é bom senso e equilíbrio. A tecnologia tem grande serventia, mas as pessoas estão usando de forma exagerada demais. Beijinhos estalados.

Clau disse...

Oi Samuel, bom dia :)
Muito bom seu texto...gostei!
Exageros são sempre prejudiciais...
Em qualquer lugar, as pessoas estão teclando num celular,
nem olham para os lados, não apreciam nada a seu redor,
verdadeiros robôs...
Bjs!

Vall Nunnes disse...

Olá Samuel!
Impressionante, mas tudo que o ser o humano toca apodrece!
Seus versos me remetem a um filme que assisti e agora não lembro o nome, nele o mundo chega a ser dominado pelas máquinas. Como elas são criação humana, acabam se rebelando contra as pessoas e há guerras entre eles.
Até sempre menino, boa semana.

Adriana Helena disse...

Oi Samuel, boa tarde poeta!

Muito interessante a sua comparação!
Realmente a nova geração vidrada na tecnologia, assemelha-se demais a uma nação de zumbis!
Todos sem ação, inertes, apenas olhando em direção de seu tablet ou celular...
A impressão é de que não estão integrados ao mundo, estão suspensos, vagos, em direção ao vazio, enquanto caminham pelas ruas...

Equilíbrio é a palavra chave!

Amigo, adorei seu poema, muito, muito atual!
Beijos e uma semana maravilhosa tá?

Lindalva disse...

O que é demais vira veneno meu Donzelo... Mas não podemos ficar alheios as modernidades. Nem mais, nem menos, tudo na medida, pena que hoje a maioria das pessoas jogaram seus medidores na latrina. Um enorme e saudoso beijo no coração e estou te esperando no Ostra.

http://ostra-da-poesia.blogspot.com.br/

allmylife disse...

Pois não é, e tem gente que acha que o apocalipse zumbi é ficção! rs Como sempre ótimas analogias por aqui =) Bjs boa semana =*

Donetzka Cercck L. Alvarez disse...

Boa noite,querido amigo Samuel.

Só você mesmo para criar esses poemas que mostram tão bem a dura realidade do mundo atual!
Amei e concordo plenamente.
Parabéns,querido.

Obrigada pela visita!

Beijos e uma semana de alegrias

Donetzka

Face Book:


https://www.facebook.com/donetzka.cercck

Twitter: @donetzka13


Blog Magia de Donetzka



Rosemary Lima disse...

Samuel como sempre escrevendo maravilhas!
Concordo com tudo o que vc disse, e digo mais: Esse mundo tá pelo avesso, alguém por favor, o coloque do lado certo! rsrs

Beijos!

Aline Teles disse...

Pode ficar tranquilo. Eu prefiro o seu exagero sincero do que uma opinião fofa disfarçada. Adoro o seu jeito de escrever. Beijos.

Lucas - Blog: Overture disse...

Deveras, é de se lamentar o desperdício de tanto relacionamento pessoal, nos meios que se criaram para nos aproximar uns dos outros, e nos aproximaram todos dos aparelhos que nos representam. Qualquer dia desses, o celular de uma moça vai beijar o celular do rapaz! E haverá duas mil curtidas disso! Grande abraço, amigo

Marcos Satoru Kawanami disse...

Samuca, eu nunca tive celular. O que para nós parece óbvio, o vulgo não vê. Mas nós também parece que estamos em um constante descompasso com o mundo, que nos prejudica. Digo nós poetas. Bocage morreu miserável, Camões lutou contra a vida a vida inteira, até um olho perdeu. Gregório de Matos foi preso e expulso do Brasil. Padre Antônio Vieira também. E o Padre José de Anchieta, que escreveu o Poema Da Virgem na praia, enquanto cativo pelos índios, e restaurou-o de memória depois.

abraço
Marcos

Gyzelle Góes disse...

Se não tomarmos cuidado a tecnologia irá corromper os sentimentos, a poesia, tudo... Sempre muito reflexivo e preocupado com os seres humanos, Samuel.

Dorli disse...

Oi Samuel,
Foi o presente mais lindo que recebi de você, me fez voltar à juventude poe uns instantes.
Beijos
Dorli

Lívia Apetitto disse...

Samuel meu querido,

Por isto não saio na ruas,
tenho receio dos zumbis,
são deveras traiçoeiros,
nos pegam quando a dormir...

Máquinas de meia escuta,
falantes entre sílabas,
olhos nos olhos, nunca!
tem como amigo a mochila...

Hoje somos puros movimento,
sentidos outros adormecidos,
nem tempo para o pensamento,
da vida um simples vestido...

Saudades eu sinto em grande,
desse espaço tão bem florido,
seu olhar é deveras navegante,
pelos anjos sempre acolhido...

Deixando meu carinhoso abraço
bem apertadinho como de fita um laço,
seguro pelos caminhos....

Beijinhos

Livinha

Bell disse...

As coisas são assim mesmo, as pessoas comem olhando o celular. Atravessam a rua olhando o celular, até no banheiro vão com o celular rs....
A tecnologia é boa, mas estamos perdendo muita coisa com ela, coisas que realmente importam.

Tallita Monteiro disse...

Belissimo poema... como sempre...Infelizmente o ser humano está imerso no coma tecnologico...uma bela analogia para nossa situação atual, o que é tragico pois os afetos verdadeiros estao sendo trocados pelas artificiais.

Beijoss!

Ivone disse...

Amigo Samuel, obrigada por sua amável visita, agora de volta das ferias indo prestigiar cada amigo entre eles você!
Amigo, você sendo jovem ainda muito me admira estar postando versos assim tão realistas, a alta tecnologia já tomou conta de todos, só desejamos esperar que façam bom uso dela, pois até na bíblia está escrito que " até as pedras falarão", sendo assim se pode entender que seja o que estamos vendo, mas ainda há muito a evoluir!
Abraços e tenhas um lindo dia!

Lari Fonseca disse...

Sinceramente, Samuel, gosto de todas suas poesias, mas esta fiz questão de favoritar: ficou incrível demais! Seus versos resumiram o que eu penso, traduziram meu desgosto de olhar ao redor e não ter nenhum olhar para encontrar com o meu porque estão todos distraídos com um celular em mãos. Acho que não dá mais nem para usar o velho clichê de "O dia está bonito, não?", porque duvido que essas pessoas que vivem apenas pela tecnologia e redes sociais, reparem se o céu está claro ou se está caindo um toró daqueles...

Beijos ♥ Jeito Único

Mariangela disse...

Oi Samuel, adorei conhecer seu blog através da Dorli e de outras amigas.
Maravilhoso...suas poesias e poemas são incríveis!
Mas sinceramente Samuel... mesmo que a tecnologia possa ser importante pra nossas vidas, elas também estão minando o relacionamento entre as pessoas.
E isto é muito triste... não há mais dialogo, e muito menos companheirismo, as "máquinas bastam"! É o fim...
Um grande abraço,
Mariangela

Dorli disse...

Sumiu a postagem ou estou ficando louca.kkk
Obrigada pelo vídeo e carinho
Você é o cara!
Beijos
Lua Singular

Ronilda David/Folha Da Bahia disse...

Realidade nua e crua, sem nenhum espaço para discordância.

A ironia é que ainda acredita que essa era é a modernidade, o bem aventurado
progresso.

É de estremecer diante de tal descalabro, as vezes não sei
se revolto-me ou choro pelo que presencio,indiferença,cegueira,vicio,egoísmo,solidão,perdição
corações tolhidos e tragados pelo próprio querer pelas máquinas.

Bravo Poeta!

Meus cumprimentos pela ´sabia construção

Joana disse...

Boa tarde, Samuel!
Excelente poema. Nos leva a pensar: até quando vamos permitir nos deixar ludibriar pelo material?

Beijos :)

Sissym Mascarenhas disse...

Samuel,

Gosto de suas críticas poeticas. Eu concordo com seu ponto de vista, infelizmente, tem sido assim. Eu observo nos restaurantes, as pessoas se sentam lado a lado e não se falam, ficam conectadas. Muito estranho e triste.

Bjs

Maria Emilia Moreira disse...

Olá Samuel!
Gosto dos seus poemas de crítica social ou de intervenção como se queira chamar. Sempre muito actual e acutilante na sua forma dever os males que enfermam as sociedades no mudo inteiro. Os humanos criam robôts o mais semelhantes possível a si próprios e eles mesmos se estão a transformar em máquinas frias e distantes dos familiares e amigos.Onde vamos parar?!
Um abraço e bom resto de semana.

Carolina Russo S disse...

Somos todos escravos - e o pior, por conta própria - dessa tecnologia que nos cerca e cada vez mais nos faz ficar reféns, infelizmente não só de seu lado bom, mas sim de seu pior lado... Triste realidade e belo texto, Samuel.

Bom final de semana.

Lu Nogfer disse...

Meu querido amigo. É preciso ter equilíbrio e saber viver ou entao se é engolido pelo mundo irreal.
Bravo!

ps:Grata pelo emocionante video com tua imagem e voz a recitar o "nosso" lindo soneto! Tudo muito real e lindo como tu o sabes fazer tão bem!
Parabens sempre por tao lindo dom!

Beijos, poeta.

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Olá menino Samuel,estou brava com você.rsrs
Não veio ver o blog que postei os lindos versos que
você fez à mim,estão logo na entrada do mesmo.
O vídeo,somente deu para colocá-lo em uma postagem que também você não
veio ver.rsrsrs
Não faz mal,fico à esperar sua visita.
bjs e um ótimo final de semana.
Carmen Lúcia.

Aline Teles disse...

Passando para agradecer o belíssimo vídeo. Foi muito bom escutar a poesia que tu escreveste para mim. Obrigada! Beijos.

Story disse...

Acredito que até os zumbis possam ter um coração
cuja inteligência descubra o tempo do equilíbrio
entre o mortal e a vitalidade, das maquinas e da humanidade

ॐ Shirley ॐ disse...

Zumbis que não sabem a que vieram, porquê vieram e para onde vão...
Beijos, Samuel, muita paz!

Rita Sperchi disse...

Bom dia de domingo!

Eu Aprendi
Que são os pequenos acontecimentos
diários que tornam a vida espetacular;
Que cada pessoa que a gente conhece
deve ser saudada com um sorriso!

___________William Shakespeare

Abraços de uma boa semana

└──●► *Rita!!

Leidiana Pereira disse...

Versos ótimos! ^^
Acho entediante aquelas pessoas que vivem grudados no celular, parecem zumbis mesmo.. hehe
A tecnologia é ótima e ajuda em alguns casos, mas a dependência que o ser humano tem dela é ruim e atrapalha e muito o convívio social.. :(
Beijos. ♥

Diário da Lady

Aninha disse...

Perfeito! Acho chato quem fica o tempo todo no celular, me irrito. Nem celular mais tenho, nem faço mais questão... Tecnologia é realmente ótimo, mas tem que ter equilíbrio.

beijos ♥ wakin-g.blogspot.com

Donetzka Cercck L. Alvarez disse...

Querido amigo Samuel.Bom dia!

Já comentei essa sua pérola de poema tão de acordo,infelizmente,com a realidade atual.

Vim agradecer a vista e lembrar que nunca fez um poema para mim,querido.Não é cobrança. Amo seus poemas!

Li o da Carmen e encantou-me.Se compor um dos seus para mim,ficarei feliz em postar.

Obrigada pela visita!

Beijos e Feliz Domingo com muita bênçãos!

Donetzka

Face Book:


https://www.facebook.com/donetzka.cercck

Twitter: @donetzka13


Blog Magia de Donetzka











Maria Adeladia disse...

SAMUEL:A humanidade....sei lá, está meio perdida! Tanta tecnologia e tanto desamor, frieza...! As vezes, dar medo de nos relacionar.Amigo, passando para desejar-lhe uma linda semana. Bjs.

Carla disse...

Realmente, realmente!
A maioria das pessoas age como zumbi na nossa sociedade atual, zumbis da tecnologia.
Adorei :D
Beijos, comojulieta.blogspot.com

LUCONI MARCIA MARIA disse...

Verdade meu amigo, já te disse que sinto assim também, a tecnologia devia servir ao homem, mas é o homem que a serve, quem a inventou sabia que era a forma de escravizar a todos, é e a juventude clama por liberdade, que triste, beijos Luconi

allmylife disse...

Olha só que maravilha, difícil encontrar alguém que goste dessas bandas...elas embalaram minha adolescência e ouço até hj...realmente a lista é grande... (Helloween, Gamma Ray, Shaman, Angra. Viper e etc). Eu não tenho o Theater of Salvation, mas baixei, é um dos melhores! Gosto muito do Vain Glory Opera e do rocket ride porque tem Save Me...rs Vamos trocando figurinhas...rs

Tais Luso disse...

Hoje parece que vivemos num circo, ninguém se olha, ninguém se fala e todos juntos fazendo a mesma coisa! Você acredita que ontem, uma moça estava pagando o almoço com cartão de crédito e ao mesmo tempo teclando? Esse foi o maior absurdo que vi no quesito celular, Smartphone.
Samuel... eu não consigo fazer essas duas coisas juntas, será que é falta de inteligência? Será que tenho uns neurônios a menos? (rss)
Bjus!