1 1
Home Quem escreve Meus livros Contato

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

FIM DOS DIAS

E toda a raça humana vai tremer;
O sol não brilhará mais nas alturas;
Os dias cobrir-se-ão das mais escuras
Trevas... o mundo vai escurecer;

O medo... só o medo em cada ser;
Mortas às esperanças... guerras duras;
Grandes lutas em terras inseguras;
Vastidão e deserto a nos perder;

Fogo, ventos e as ondas mais imensas...
Nos mostraram o fim dos nossos dias...
O fim da humanidade mais bonita;

O desespero... as almas todas tensas;
As lágrimas profundas de agonias
Intermináveis... voz que tanto grita;

Soneto

47 comentários:

brisonmattos disse...

Acho que vc já escreveu coisas mais aproveitáveis, até lirismo já ví aqui. Enfim...

Ritinha disse...

Uau!!! que medo!
Temo por dias assim...
bjs
Ritinha

Ivone disse...

Esses dias estamos vivendo, mas não acredito no fim!
Estás lendo muito a bíblia no pé da letra meu lindo amigo!
Gostei dos versos, como sempre, poemas sonetados e bem rimados!
Abraços!

Ricardo- águialivre disse...

Temos que ter fé que melhores dias virão

Deixo um grande abraço

Bell disse...

Bom diaaaa

Dias difíceis estamos vivendo, mas tudo isso era previsto.
Não posso prever o amanhã, mas a forma que o homem conduz sua vida, usando sua sabedoria para as coisas más e mesquinhas, destruindo a natureza, usando as pessoas como coisas, esse poderia ser um grande fim.
Não sei qual sua religião mais a bíblia fala do final dos tempos. Muitas profecias que estão lá estamos vivendo.

tenha um lindo dia =)

Cidália Ferreira disse...

Bom dia Samuel

Ai jesus!! ...Pronto ok.. tu és um génio a escrever!
Apenas de dou os PARABÉNS.

Beijinhos
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Oi menino Samuel,não acredito no fim!
Acredito em um outro mundo e em reencarnação.E acredito também que esse seu poema é lindo de viver.
bjs amigo
Carmen Lúcia-mamymilu

Laura Santos disse...

Adorei essa tonalidade de desespero e intensidade apocalíptica! Muito bem escrito!
xx

Lu Nogfer disse...

Ai ai é a treva???rs
Não, não!É tão somente o apocalipse. Acho que ja estamos presenciando-o.
E que venha o juizo final qdo tiver que vir. Estou, não a postos, mas preparada!
E se houverem corpos tensos, que as almas sejam calmas!

Beijos, menino poeta!

Adriana Paz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Adriana Paz disse...

Creio que já estamos assistindo a isso,Samuel.

Mas não existe o fim a meu ver. Uma nova vida em melhor dimensão para quem fez o bem nessa.

Ótima quinta

Beijinhos

Dryka



Blog Suas Histórias Nossas Histórias

Dorli disse...

Io Samuel
Ta "lôco"! Credo!
Ainda bem que nesse dia eu estarei longe....não sei onde, mas não vou ver.
Se a jovem acima do comentário estiver certa, na outra dimensão não haverá quase ninguém.
Beijos
Lua Singular

Fernando disse...

Olá Samuel
Que mundo sombrio é esse né.
lendo seu poema lembrei de The Walking Dead e o apocalipse zumbi. Mas espero ainda viver num mundo cheio de esperança e que eu não presencie este fim.
gde abrsss
Blog Fernu Fala II
Siga no Twitter

Carla Fernanda disse...

O Sol não durará para sempre, é verdade!!
E nesse tempo Samuel, alguns seres farão brilhar a sua luz, o seu sol... e será a única maneira de existir, resistir.... as oportunidades de crescimento espiritual estão postas entre nós e é necessário a ação da vontade de querer crescer de cada um de nós.

Beijos!!

Beijos

Fernanda Oliveira disse...

Fez- me lembrar do Livro Apocalipse uma realidade !
Belo soneto amigo Samuel, como de costume admiro sua forma diversificada de escrever.

Beijos !

Fernanda Oliveira

Fernanda Bender disse...

Se o mundo continuar caminhando por uma estrada de violência, não será nada ilógico crer que vamos destruí-lo e nos destruir junto.

Daniel Costa disse...

Samuel, o teu soneto, é interessante, parece uma professia parece retratar os males do mundo-
Abraço

Clau disse...

Oi Samuel,
Que soneto surpreendente...
Salve-se quem puder...ainda dá tempo!
Bjs!

Marina Fligueira disse...

¡Hola, Samuel!!!

Nos deja un precioso soneto, aunque un tanto pesimista!... No, no se acaba el mundo o no lo creo: Dios es misericordioso y habrá mundo por muchos siglos. Pero pasa una cosa, el hombre con tanta sabiduría, al mismo tiempo, es egoísta de poder!... de grandeza de maldad, sin un pizco de sensibilidad, está desbastando a media humanidad. Guerras sin control masacrando a inocentes convirtiendo la tierra en un mar de sangre, seres humanos que de nada tienen culpa.

Ha sido un placer pasar por esta tu casa virtual.

Te dejo un beso y mi estima.
Se muy feliz.

Ana Cecilia Romeu disse...

Perfeita atmosfera do medo, Samuel!
Senti-me um tanto num caos, em meio a um dilúvio de sensações e turbulências, como num voo de avião a qual tenho medo, no sentido literal.
Mas um medo belo, este teu soneto!

Beijos!

PS.: Enviei um convite de adição no teu facebook, acho que é teu facebook :)

Rute disse...

Oi Samuca, tudo bem?Seu soneto me lembrou o livro de apocalipse, da Bíblia, quando li a primeira vez, fiquei pensando no fim do mundo e como seria o fim de tudo.
Gosto muito de sua criatividade e diversidades dos sonetos.
Beijos de boa noite e parabéns

José María Souza Costa disse...

Olá.

Hoje é Sexta Feira, o primeiro do dia, dos fins de semana.
Quero desejar-te Saúde. Alegrias. Paz. Deslumbramentos. E uma contagiante vontade, para que os teus sonhos, aqueles ainda não realizados, concretize-se. O melhor da Vida, sempre é, viver em paz. Por isso, receba o meu sentimento de carinho, de amizade, e de respeito.
Fique com Deus, o Criador, o dono, do dom da Vida.
Um abraço.

Vera Lúcia disse...

Olá Samuel,

Um lindo soneto, traduzindo um cenário apocalíptico.
Que possamos nos aprimorar no bem, crescendo e evoluindo sempre para conservar o sol em nossos dias. E
que a paz e a fraternidade sejam os objetivos maiores da humanidade.

Grande abraço.

may lu disse...

Boa noite Samuel! Que a humanidade possa encontrar a luz enquanto caminham para esse final apocalíptico. Que o amor prevaleça em nossos corações...
Gostei do poema! Ele nos leva a meditar sobre o bem e o mal.
Tenha um final de semana de muita luz e paz!
Grande beijo

Tallita Monteiro disse...

Uau...descreveste com uma magnífica perfeição, sobre o grande dia que esperamos chegar...Espero que quando este vier a tona, muitos sejam os que em sua consciencia possam estar calmos, sabendo que lutaram o bom combate e guardaram a fé.

beijos querido!

Marcos Satoru Kawanami disse...

Samuel, mais um soneto bom da tua lavra. Gostei. Lê o capítulo 1 de Atos dos Apóstolos, e fala tua opinião.

pax et bonum
Marcos

Donetzka Cercck L. Alvarez disse...

Esse é o apocalipse,Samuel.

O próprio homem o elabora!

Destrói,polui,envenena.

Somente Deus pode nos ajudar nessa transição e que os bons ,que amam o paraíso que Ele nos ofertou, sejam poupados.

Obrigada pela visita e belo comentário.

Excelente fim de semana,amigo

Beijokas

Done

Joaninha Musical disse...

Super lindo e maravilhoso o teu soneto querido Samuel. Está verdadeiramente fascinante!! Desejo um lindo mês de dezembro para ti,fica com deus e muitos beijinhos!!

Cristal de uma mulher disse...

BOM DIA DOCINHO.

NOSSA EU NÃO SABIA QUE VC FOSSE TÃO PROFUNDO NESTE VERDADEIRO ACONTECIMENTO TÃO PERTO DO FUTURO DA HUMANIDADE.
Sabe querido quando estes dois Sóis se unirem e ninguém se engane que isto é irreal,porque é real e os sinais estão ai...mas, as guerras familiares,os divórcios,as discórdias,a cerveja as drogas..cegou a raça humana e com isto, NÃO ENXERGAM UM PALMO A SUA FRENTE..O FIM VEM OU JÁ CHEGOU!!!!....SAIBAM MAIS QUE A ENTRADA DA COPA AQUI NO BRASIL É O PORTAL DA DESTRUIÇÃO TOTAL,O CAOS...E AS GENTES ESTÃO FELIZES COM ESTE MITO DE ACONTECIMENTO NO BRASIL...UM JOGO POLÍTICO ENTRE O PT DO LULA E OS EUA...


Meu amado tu és um mito em sabedoria por isto tanto te amo meu amigo

Beijinho

Rosemary Lima disse...

É realmente, o mundo está pelo avesso!
O fim do mundo acontece todos os dias, só Deus mesmo para faze-lo melhorar!

Tenha um ótimo final de semana!
Beijos

Lindalva disse...

Nossa meu menino Poeta senti em efectivo a terra tremer ao lê tua escrevinhação... :-(

Maria Emilia Moreira disse...

Um belo soneto , caro Poeta!
Esperemos que a humanidade acorde e que reine um pouco mais de paz e amor entre os homens! Abraços de Portugal.
M. Emília

Rita disse...

Meu doce poeta , que soneto lindo
bom td é belo quando escreve, que seja feliz
uns entre os outros, é disso que precisamos
Tenha um final de semana cheio de amor

Abraços com carinho!

└──●► *Rita!!

Daniel Andre disse...

Ola meu amigo !
O fim dos dias está chegando desde que me entendo por gente. O que não pode acabar, é o respeito das pessoas com a mãe natureza, pois dela, dependemos de tudo. Valorizar o amor, a paz, as amizades e os belos sonetos amigo Samuel, faz com que os dias sejam mais duradouros.

Abração amigo!
http://gagopoetico.blogspot.com.br/

Fábio Murilo disse...

"Quando o sol
Se derramar em toda a sua essência
Desafiando o poder da ciência
Pra combater o mal
E o mar
Com suas águas bravias
Levar consigo o pó dos nossos dias...."


http://apoesiaestamorrendo.blogspot.com.br/

Smareis disse...

Olá Samuel, bom dia!

Soneto cheio de verdades!

Creio que já estamos nos fim dos dias, e eu acredito sim, assim como acredito no criador de todas as coisas.
Assim caminha a humanidade...
Samuel já postei o Soneto.
Adorei os arquivos que me mandou, vou estar lendo, vendo e ouvindo com muito carinho. Depois lhe falo o que achei.

Beijos e ótimo fim de semana!

Cidinha disse...

Olá, Samuel. Bom dia ! È um prazer estar aqui. Atrávez do blog da Smareis essa amiga tão querida aqui estou. Adorei seu espaço e belas poesias. O soneto criado para Samareis perfeito. Doce! Belo!. Maravilhosa sensibilidade. Adorei! Estarei passando por aqui. Abraços.

Patrícia Pinna disse...

Boa tarde, Samuel. É verdade. O fim dos tempos se dará em meio a dores e lágrimas, muito sofrimento de pessoas que poderiam ter evoluído o seu espírito e não o fizeram.
Pessoas más hoje em dia, geração perversa, que tem ao homem como seu inimigo, que pratica o mal e destitui de seu coração todo bem-querer.
Certamente para estas pessoas, o fim será terrível.
Que nosso coração abra-se para o amor, o único capaz de nos salvar dessa tragédia tão bem escrita.
Beijos na alma e linda semana de paz!

Adriana Paz disse...

Samuel.Tem o último post meu que vc não leu.



Obrigada pela visita e incentivo sobre a votação de meu blog.

Agora só tem 3 para votar.Até o dia 11! O meu é o terceiro.

Só tenho chance pouca se muitos votarem várias vezes

Se tiver amigos que possam fazer isso,ficarei grata.

Só tem 3 blogs para votar.É só escolher o meu.

Continue e peça a amigos que votem até o dia 11?

Beijinhos e lindo domingo

Dryka



Blog Suas Histórias Nossas Histórias

Dorli disse...

Oi Samuel,
saudades
E o projeto como está indo?
Não quero saber de morte. Ai!
Beijos
Lua Singular

Bandys disse...

Ola Samuel,
Nossa forte e triste. As vezes me sinto assim, mais
rapidinho eu coloco, flores, ceus estrelas, e esperança aí melhora.
Beijos menino poeta

nelma ladeira disse...

Obrigada Samuel pelo lindo soneto,acabei de postar em meu blog.
Amei amigo.beijinhos.

Jéssica Mirtiany disse...

Forte, profundo, e não nego, assombrador. Mas, os que são escolhidos não devem temer a esse dia que está quase chegando, pois já estarão no mais alto dos céus, com o Pai, Filho e Espírito.
O soneto é belíssimo e eu me admirei com os versos. Parabéns, Samuel!
Beijos

Eu...Suzana disse...

Olá Samuel, este é um belo soneto escrito por ti.
Na minha opinião, o mundo sempre passará por grandes tragédias, por terremotos, tsunamis e outros cataclismas. Aliás, já estamos, é só olhar o que está acontecendo ao redor do mundo. O planeta não acabará e nem a vida na terra mas será através desses acontecimentos que iremos buscar a nossa evolução espiritual.
Um grande abraço, Suzana.

André Foltran disse...

Eu já acho que o fim se dará tão na surdina que nem vamos ao certo perceber. Mas é válido o desespero dos seus versos. Um abraço.

Luiz Cézar disse...

Gostei bastante deste soneto.
Parabéns.

http://luizcezarescritor.blogspot.com.br/

Tais Luso disse...

Nossa Senhora!! Tomara que você não seja vidente ou coisa parecida... Mas falando sério, estamos caminhando para uma destruição total do planeta, que dirá dos seres humanos!!
Belo e temeroso poema...
Beijos, amigo!