1 1
Home Quem escreve Meus livros Contato

segunda-feira, 26 de maio de 2014

CHIPS

Vão além do celular...
Já tem chips para os humanos
Que se deixam controlar
Facilmente por insanos;

Sempre vão usar o medo
Que domina a geração...
De humanos desde bem cedo
Negando a transformação;

Existe mais que um gatilho...
Mas tão poucos querem ver...
Pobre geração sem brilho
Vivendo para morrer;

Só quero vê-los despertos...
Mas é o que vocês querem!...
Seus sonhos são tão incertos
Quanto tudo que disserem;

Quantas vidas são vazias...
Falta o tal calor humano
Nas madrugadas tão frias
Quanto os acordes do piano;      

49 comentários:

allmylife disse...

Ótima poesia..sempre nos fazendo Refletir...Boa segunda..e que não nos deixemos sistematizar...e desumanizar ainda mais...

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Falta mesmo o calor humano. Excelente e atual poema, como sempre.
Beijos e bom dia, Poeta,
Renata

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Oi Samuel,uma reflexão muito importante,principalmente
nos dias de hoje.
A falta do calor humano.
bjs amigo
Carmen Lúcia

Bell disse...

Oi Samuca

Ando questionando tb sobre essas vidas vazias.
Semana passada me veio o seguinte pensamento, por traz de toda tristeza e desgraça existe alguém tirando vantagem.
As pessoas não questionam, não pensão,e isso é triste, pois qualquer Zé Mané chega na TV com aquele bla bla bla, pré eleitoral.
O ser humano está vazio de amor, carinho, atenção, respeito, ideias, questionamentos, xi são tantas coisas que dá para fazer um livro rs....

Tenha um lindo dia =)

Lari Fonseca disse...

Sim, somos uma geração controlada... Robôs programados para se deixarem levar pela moda, pela tecnologia, pelas propagandas e pelas falsas promessas... Robôs que se apegam a sonhos superficiais e a uma tal de esperança, achando que esta é uma mágica que solucionará todos os problemas da humanidade sem os esforços individuais. Grande e doce ilusão! Nada vem sem esforço, mas o que é o esforço para uma sociedade que se delicia com as mordomias, conforma-se com a realidade e dá-se por satisfeita apenas com os finais felizes da ficção?

Beijos ♥ Jeito Único

Cidália Ferreira disse...

Boa tarde Samuel
Fantástico poema.. adorei, sempre actual.. :-)

Beijo e uma excelente semana

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/




Bandys disse...

Oi Samuel,
Concordo plenamente com vc.
Mas devia começar nas escolas
a dar importancia o calor humano.
Mas nas proprias escolas ensinam ao contrario.
Uma pena.
bela poesia.
beijos e uma semana cheia de luz e paz

Josélia Micael disse...

Olá!
Dou-lhe os meus parabéns!
Sua poesia é maravilhosa, muito obrigada pela partilha.
Fraterno Abraço.

ღ Miih...ღ disse...

Calor humano, será que isso vai se tornar raridade ?

Beijos meus , meu amigo querido.

Clau disse...

Oi Samuel, boa tarde :)
Versos perfeitos, afinal chips já são realidade até em humanos.
Mas, como você sabiamente escreveu, isso acontece com quem se deixa
controlar.
E o que tem de vida vazia por toda parte,não é mesmo?!
Ótima semana, bjs!

SUBJETIVIDADE E VOCÊ disse...

Olá querido Samuel!
Poema para conectar a razão do ser humano, tão completo por isso mesmo tão complexo. Maravilhosos versos, suaviza o protesto.Faz refletir, tomara que as pessoas usem a razão que têm sempre para o bem,não se deixando contaminar.
Até sempre!
Sobre seu comentário nas duas últimas postagens lá no blog: Você tem toda razão em chamar atenção para usar o verbo sempre no presente. Mas, só disse que há dias que aquela sensação nos domina. Nem sempre deixamos esse grito de sexualidade liberto.Até porque muitos fatores contribuem para isso, seja positivamente ou negativamente.
Sobre os lados claro e escuro que se completam: estou mais atenta a isso e mais livre para estudar e ver o que traz de ajuda na minha personalidade.
Abração!

Vera Lúcia disse...

Bem pensado e bem versado, Samuel.
Creio que a falta de educação e de autoconhecimento é que está transformando os humanos em seres domináveis e influenciáveis. Sem ideias raciocinadas dificilmente as pessoas saberão fazer escolhas saudáveis, tornando-se presa fácil aos apelos de toda ordem.

Ótima semana.

Beijo.

Dorli Silva disse...

Oi Samuel,
É isso mesmo, o homem está dominado pela tecnologia, que muitas vezes nos levam ao sofrimento indevido. Cada indivíduo conduz sua vida do jeito que quer, mas eu digo com toda certeza, que não deveria ter saído do meu casulo.
Beijos
Mundo dos Inocentes

Laura Santos disse...

A desumanização tem vindo a ser progressiva, e o homem a ficar cada vez mais longe de si próprio e dos outros.
Um belo poema de alerta.
xx

Carolina Russo S disse...

Eu gosto muito dos teus poemas, pois sempre abordam temas polêmicos ou atuais. E confesso que concordo com sua forma de pensar, pelo menos com o que compartilha através dos teus escritos...

Ficou muito bom, Samuel. Parabéns.

Tenha uma boa noite, beijos

Lucas - Blog: Overture disse...

O ser humano jamais deve substituir seu chip chamado coração. Se isto fizer, estará decretada sua incapacidade de sentir. Abraçosssssss, amigo

Simone Melo disse...

Oi Amigo...sim..ando sumida.
Aconteceu tantas coisas que,
achei melhor dar um tempo.
Mas nunca me esqueci de vc poeta
doce e sincero...Estamos na geração
digital...ate o amor se tornou banal.
Vejo casais juntos, cada qual com teu
celular...nada de olhos nos olhos, abraços
ou beijos...apenas teclas sendo tocadas.
Triste mas e assim mesmo...Abraços carinhosos
Sdds de ti...pode deixar eu apareço! S2

Celia Lima disse...

Oi Samu, bom dia!
Infelizmente o ser humano não digo todos, mais a maioria se deixaram dominar por essa tecnologia...
Tem até quem faz o sexo virtual rsrsrs!
Imagina se eu vou deixar o sentir, a pegada, o toque por algo virtual.
Ficou tudo tão banal depois as pessoas preferem o virtual!
Por um lado a tecnologia veio para conectar e unir as pessoas, mais tbm pode se tornar uma vilã se não for bem administrada.
Lindo soneto menino dos versos.
Obrigada por sempre esta indo a minha humilde residência.
Bjss

Maria Adeladia disse...

SAMUEL:Seus textos, como sempre, nos trazem, em forma poética, a realidade das coisas.Olha, meu amigo, com certeza, o calor humano é muito mais rico e harmonioso.Bjs e uma belíssima semana.

Dorli disse...

Oi Samuel,
Trilhar a vida não é fácil, eu tive um pai adotivo maravilhoso: quando tiver um tempinho leia em postagens mais lidas: Meu pai, meu amigo, minha saudade. Ele era italiano.
Obrigada pelo carinho
Lua Singular

Rita Sperchi disse...

Hoje é um dia que.....

Elogio de espaço tão bonito
Parabenizo por todo post sensacional
E agradeço mais uma vez sua amizade

A verdadeira coragem é ir atrás de seus sonhos,
mesmo quando todos dizem que ele é impossível!...

__________ Cora Coralina

Bjussss

└──●► *Rita!!

Maria Alves disse...

Muito obrigada pelo comentário. Felizmente consegui seguir o blog!
Quanto a este texto, gostei muito, e diz uma grande verdade. Para mim, o que mais falta às pessoas é a paixão; a paixão por coisas simples que a vida,de tão bela que é, nos dá. As pessoas só não as vêem porque estão demasiado ocupadas com visões pessimistas.
Beijinho *

INconvencional | Ingrid N. Magalhães disse...

O tempo todo, falo, escrevo, e penso sobre isso, acho horrível, pessoas, adolescentes, assim como eu não conseguirem lagar um celular um dia se quer, para poderem viver de verdade. Lindo poema!

Beijos, INconvencional!

Ana. disse...

Pura verdade. Dá até dó de ver todo mundo com a cara enfiada na tela de um celular, sem nem olhar pros lados. Tô passando um tempo sem a maquininha e percebi que não faz falta nenhuma. É triste ver que, mesmo sem perceber, praticamente todos estão sendo controlados D:

Beijos ♥ wakin-g.blogspot.com

Nelma Ladeira disse...

Realmente Samuel;Aonde está o calor humano?
Adorei; A realidade em forma de poema!
Parabéns! Você merece.
Beijinhos.

Emi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Emi disse...

A falta do calor humano, o vício na tecnologia, o maldito celular que agora consegue anular o diálogo numa reunião de amigos, de família e até num encontro de casal. Chega a ser ridículo. Ando observando essa nova realidade com frequência, e também me incomoda bastante. Bastante mesmo! Seu poema disse tudo, Samuel. Concordo totalmente e adorei. Foi crítico, inteligente, com um ritmo ótimo. :)
Obrigada pela visita, querido, e desculpa a demora em vir conhecer esse blog lindo que você tem! Andei meio ausente do meu, meio sem inspiração, mas espero voltar ao ritmo. Gostei muito daqui! Parabéns pelo espaço e pelo talento!
Beijos!

Lu Nogfer disse...

Ha pessoas que nao vivem. Depende de um chip o tempo todo por nao terem controle próprio! Infeliz[mente]...

Beijos!

Ivone disse...

Amigo Samuel, seu poema faz pensar, pelo menos é o que vemos, pessoas se deixando levar sem ao menos raciocinar por si mesmas.
Quanto ao celular, isso já estava previsto, as pessoas viciaram, não tem mais jeito, eu não gosto, uso-o, sim, mas com moderação, caso de necessidade!
Ótimo alerta em forma de poema!
Abraços meu amigo sempre querido!

Sissym Mascarenhas disse...

Samuel,

É uma pertinente crítica! Não só vemos uma sociedade cada vez mais vazia como muitas pessoas se aproveitando disso para dominarem. Uma pena.

Bjs

✿ Rê ✿ disse...

Oi querido amigo!
Virou febre isso não é verdade!
Por onde andamos vemos pessoas vidradas em seus celulares, até esbarram umas nas outras. Parecem robôs!
Amei suas palavras!
Venho convidá-lo para ver o que andei aprontando aqui nesse link http://meudocelarbykarinfilgueira.blogspot.com.br/2014/05/comadre-colaboradora-do-mes-reciclando.html
Fica na paz!
Beijo com carinho

Blog- Femme Digital- Mãe, Esposa, Mulher!
Fan Page Femme Digital

Anônimo disse...

O calor humano e a vontade de ficar junto. Quem nos afasta de tanta coisa boa e profunda?

dentrodabolh.blogspot.com

Bell disse...

Bom diaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa =)

Dani disse...

Lendo seus versos me veio a música do Criolo em mente:
"Os bares estão cheios de almas tão vazias
A ganância vibra, a vaidade excita
Devolva minha vida e morra afogada em seu próprio mar de fel."

Adoro essa letra, acho que combina com o que escreveu, não só os bares, mas estamos rodeados de almas vazias. Isso é muito triste.

Beijos

Dorli disse...

Oi Samuel
Passando para lhe desejar uma linda noite.
Beijos
Lua Singular

Rosemary Lima disse...

O mundo anda lotado de gente vazia...
É triste, mas é a verdade.

Beijos!

Dorli disse...

Oi Samuel, você ainda é jovem, portanto não se amargure da vida antes do tempo.
Na vida só somos passantes pensantes.
Beijos no coração
Lua Singular

Nelma Ladeira disse...

Boa tarde Samuel.
Adorei o que você escreveu.Obrigada,beijinhos.

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Olá amigo Samuel,passando para lhe desejar um ótimo final de semana.
bjs
Carmen Lúcia.

Bandys disse...

Ola Samuel,
Vim desejar um ótimo final de
semana com luz e paz.

Beijos

Leidiana Pereira disse...

Cada versos lindos e cheios de verdade!
Adoro suas poesias meu amigo, sempre nos ensinando a refletir. ^^
Beijos. ♥

Diário da Lady

ॐ Shirley ॐ disse...

Querem nos transformar em fantoches, Samuel.
beijos!

Aline Teles disse...

O mundo está com déficit de calor humano. Logo, muitos procuram através da tecnologia suprir o que falta em seu cotidiano. Bela e sábia poesia. Beijos.

LUCONI MARCIA MARIA disse...

Sem dúvida Samuel, a humanidade no geral está fria por demais, conseguem dormir em paz com tanta fome e frio que o irmão passa fora do aconchego de um lar, sem abrigo, fecham-se em suas bolhas protegidas e se julgam no direito de viverem suas vidas, e depois não sabem por que razão são tão infelizes, nada os satisfaz, triste realidade onde quem é mais sensível é o que mais sente a desumana humanidade, excelente poema de alerta, beijos Luconi

Kaka Stelê disse...

Esse calor humano que é tão importante, nenhuma tecnologia será capaz de substituir.
Perfeita sua poesia Samuel, faz refletir!

Beijão

Hellen Hosseini disse...

Gosto bastante de vir aqui, boa semana pra ti.

Bruxa disse...

E tu é um sulista que não gosta de frio? ;-)
Eu gosto bastante meu caro amigo. Onde moro aqui em Sampa, é divisa com Itapecerica da Serra e faz bastante frio, tem geada e hoje de manhã tava congelante o ar. Tive a oportunidade de uma única vez, tirar foto do quintal todo coberto de gelo e fico ansiosa esperando se algum dia vai nevar.... Paris deve ser frio também... rsrs. Então sua mãe garimpa artesanato. É legal! Acho que algo que a maioria das mulheres gosta.

Entendo sua revolta, pois compartilho dela. Não aceito certas coisas e acho que muitos não querem acordar e isso entristece. Sempre digo que os filmes futurista que mostram robôs não são as máquinas propriamente ditas, mas sim o ser humano que a cada dia se robotiza mais, como bem dito aí no seu poema.

Abração esmagador e até sempre! ;-)

Ana Cecilia Romeu disse...

Pois a questão que eu falava acima, o "tanto faz", que na verdade, é um vazio, um nada sobre o tudo, o reino da superficialidade e instantaneidade...

Beijos, Samuel!

Carmem Grinheiro disse...

Olá Samuel, belos textos, fortes gritos, mas a vida segue no mesmo trilho onde a vão encaixando, queiramos ou não. Mas é preciso haver quem aponte o dedo, quem seja a voz que soa o grito, e você Samuel faz isso bem na sua escrita. Muito bom
Abç amigo
Carmem